dom-pedros-globo-capa

Conseguirá Caio Castro fazer um Dom Pedro tão bom quanto o pescador parrudo?

Desde que foi anunciada a novela “Novo Mundo”, dois personagens em especial da trama me inquietaram um monte: Dom Pedro e seu pai Dom João VI. Na novela eles serão interpretados por Caio Castro e Léo Jaime, mas meu maior problema é que os dois personagens históricos já tiveram intérpretes maravilhosos no passado.

Na minissérie “O Quinto dos Infernos”, escrita por Carlos Lombardi lá no começo do século, trazia uma releitura escrachada do mesmo período de “Novo Mundo”, mostrando a chegada da família real ao Brasil. Por ser uma minissérie de horário tardio, Carlos Lombardi pôde fazer as figuras dos livros de História da forma que eram na verdade. Dom João VI foi mostrado como um bufão comedor de frango enquanto seu filho era o típico protagonista descamisado de Lombardi, transando com todas as mulheres da trama.

A caracterização de Marcos Pasquim como Dom Pedro e de André Mattos como Dom João VI foi tão impecável que, por mim, substituiriam as pinturas dos dois nos livros de História pela foto dos atores na minissérie.

independencia-quinto-dos-infernos

Estava preocupado então se Caio Castro e Léo Jaime seriam bons o suficiente para manter o nível dos atores de “O Quinto dos Infernos”. Bem, a novela não estreou e muito menos fomos convidados para a coletiva de imprensa para poder opiniar com vídeos, mas as chamadas de programação mostram que está tudo no caminho certo.

Léo Jaime está só um pouco mais limpo e mais magro que André Mattos na minissérie, mas ainda traz aquele ar de palhação que a figura histórica já carrega.

dom-joao-vi-globo

Caio Castro também segue com uma releitura mais “limpinha”, até por ser um galã de novela das seis, com um bigode hipster, barba estilosa e um corpo sarado do tipo que nunca veríamos nos tempos de Brasil Império (é apenas uma constatação, não uma reclamação, sou discípulo de Glorinha e sei que temos que voar).

Mas para saber se eles estão bons mesmo, só vendo a próxima novela das seis. “Novo Mundo” estreia logo após desse cochilo de vários meses que atende pelo nome de “Sol Nascente”

Fábio Garcia

Eu só faço a contabilidade

Você pode gostar...

Comenta Aí!

14 Resultados

  1. Ulysses Freire da Paz Junior disse:

    Ler “Dom Pedro e a Marquesa de Santos” de Alberto Rangel, ajuda compreender o presente.

    A VERSÃO OFICIAL E SUA QUINTA COLUNA – A MÍDIA versus A LÓGICA EMBASADA EM PROVAS DOCUMENTAIS http://wp.clicrbs.com.br/casodepolicia/2016/12/08/policia-investiga-movimento-armado-que-recrutou-neonazistas-gauchos-para-lutar-na-ucrania/comment-page-1/?topo=52%2C1%2C1%2C%2C171%2C77#comment-15374

  2. Hew disse:

    Um monte de ignorantes falando de um seriado e uma novelinha de quinta categoria que denigre toda a história Luso-brasileira. Esse é o resultado do aborto mal parido que fora a república. Pessoas sem cérebro, sem passado e sem futuro.

  3. Rafa disse:

    https://www.youtube.com/watch?v=4UxlVIdmYeM

    Eu gostei do que vi…Tão procurando Pêlo em ovo. Pra Sol Nascente e Eta Mundo Bom, é uma novidade sim, que pode afungentar o publico mas e dai?

  4. Lauren disse:

    Adorava o quinto dos infernos!!!
    O Marcos Pasquim e o André Matos mandavam muito bem.
    Vai ser um saco aguentar o Caio Castro no lugar do Pasquim.
    Um tem muito carisma, empatia (Marcos), já o outro não tem nadaaaa (Caio)
    Globo arruma outro hotbody pra gente, o Caio é um porre!!

  5. Ricardo Becker Maçaneiro disse:

    Entendo o que o Fábio quis dizer na matéria e confesso que tenho os mesmos temores por ter ainda fresca na memória as imagens de O Quinto dos Infernos (mesmo tendo sido há 15 anos).
    O que me incomoda um pouco são os esteriótipos carregados de preconceitos de passam de geração a geração, mesmo tendo sido estudados a rodo por especialistas em História com H.
    Dom João VI não era esse bobo da corte que pintam não, embora a caricatura estivesse à altura na minissérie. Nesse quesito Liberdade Liberdade em toda sua licença poética mostrou um Dom João muito mais próximo do que se sabe hoje: um príncipe que não foi preparado para governar e que subiu ao trono relutante e que foi sempre indeciso, mas alegre.
    Já Dom Pedro apesar da caricatura inicial na minissérie ao longo dela foi bem humanizado (alívio) e parece que em Novo Mundo vai ser mais humanizado que em qualquer outra produção (convém lembrar a minissérie Marquesa de Santos da Manchete). E sim, Dom Pedro, ao menos na juventude, era sarado sim, a História não mente, já que ele era chegado nuns bons exercícios físicos além do sexo. Então está tudo certo.
    Ah sim, Marcos Pasquim fez um “Pedrinho” muito bom, dentro do possível em relação ao texto, sim para quem não viu.
    Pena que Novo Mundo não vá mostrar a segunda esposa de Dom Pedro, Dona Amélia, tão genial quanto Dona Leopoldina.

  6. Jéssica R. disse:

    Cara, eu adorava quinto dos infernos! E de fato o parrudo mandou bem, todos na verdade… Tentando imaginar Caio Castro, já não gosto dele ai vem mexer com personagens que já amamos é complicado.

  7. Chris Freires disse:

    Não vi O Quinto dos Infernos e tenho pavor do Carlos Lombardi prinipalmente por Kubanacan que foi meu pior pesadelo das 19h. Mas o Caio Castro atende os requisitos Marcos Pasquinescos sim,sarado e atuação bem mediana,não é muito dificil né HAHA

  8. Não sou capaz de opinar, só quero mesmo ser princesa de brazil.

  9. Rafa disse:

    Tambem nunca acompanhei o Quinto dos Infernos kkkkkkkkkk então não sou capaz de opiniar

  10. Tai disse:

    Acho q o Caio eh um ator bem mediano. Mas vamos ver neh?

  11. Ceci disse:

    O Dom João VI icônico pra mim é o do filme, interpretado pelo Marco Nanini

  12. lsureke disse:

    Só sei que Letícia Colin está ótima, se Drummond não der conta, ela rouba a cena.

  13. Neide Amâncio disse:

    Não vi “O Quinto dos Infernos”, mas dizer que Marcos Pasquim mandou bem fico me perguntando se essa matéria não é irônica, e cheguei a conclusão que sim, só pode ser. E Caio Castro com certeza atuará tão bem quanto! kkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *