a-tarde-e-sua-sinal-digital

No “A Tarde é Sua”, briga entre operadoras de TV a cabo e RedeTV!, SBT e Record é o novo Cristiano Araújo

A graça de trabalhar falando sobre TV é que dá pra gente escrever uns textos sobre “Malhação” pra vocês enquanto a gente deixa a TV ligada sem se preocupar do chefe brigar com a gente. Afinal de contas, se a gente trabalha com TV, tem que assistir TV.

Confesso que geralmente deixo ligado na Globo, mais por preguiça de procurar outra coisa do que porque realmente goste de assistir “Sessão da Tarde” passando “Lagoa Azul” pela milésima vez, mas dessa vez lembrei que a Sonia Abrão ainda existia e resolvi colocar lá esperando que ela estivesse gongando “A Lei do Amor” ou colocando outro jornalista na geladeira. Esqueci que era a véspera da saída do sinal analógico em São Paulo e o começo da guerra entre operadoras e algumas emissoras de TV. O programa de Soninha hoje só fala disso. É a nova morte de famoso da vez. Mas dessa vez quem está morrendo é o vínculo entre as operadoras de TV a cabo e o SBT, a RedeTV!

Caso você não esteja entendendo o que tá acontecendo, a gente te explica. O lance é que as operadoras de TV a cabo pagam um pouco pra Globo, Globosat e outros canais pela transmissão nas TVs por assinatura, mas o que querem repassar pras emissoras do grupo Simba (SBT, Record e RedeTV!) não agradou à eles. Essas emissoras abertas então entraram em treta com Net, Claro, Vivo e afins querendo o que eles chamam de “dinheiro justo”. Ou seja, eles querem receber mais (parece que agora nada recebem) pra mandar seu sinal para as operadoras de Tv a cabo. O acordo ainda não rolou, então o jeito que as emissoras arrumaram pra pressionar as operadoras de TV foi ameaçar cortar de vez seus sinais na TV a cabo assim que o sinal analógico for cortado de vez em SP e outras cidades do Distrito Federal. O sinal analógico vai ser cortado amanhã, então é claro que o “A Tarde é Sua!” e outros programas aproveitaram o sinal que ainda têm pra dizer pra galera que tem TV a cabo que, olha, pode ser que amanhã você não possa ver a Marcinha Piovesan falando sobre como vai terminar “A Lei do Amor”.

sonia-abrao-sinal-tv

No programa da Soninha a coisa, como não podia deixar de ser, tomou ares de tragédia. Tinha uma especialista em direitos do consumidor falando que as operadoras de TV por assinatura queriam tirar o direito do consumidor de receber o sinal e orientando as pessoas a ligar pra essas operadoras ameaçando cancelar o contrato. “Liga e diz que vai cancelar mesmo!”, orientava ela. Os comentaristas do programa contavam suas experiências pessoais com a maravilha do sinal digital e diziam que ele é de graça, quem precisa de TV a cabo? Em uma hora, alguém sugeriu que as pessoas cancelassem a TV à cabo e vivessem de sinal digital e Netflix, muito melhor. A tal especialista chegou a aconselhar que as pessoas procurassem a operadora de TV a cabo do RR Soares, que ela chamou de JJ Soares, mas depois corrigiu.

Até a hora em que desliguei todos os famosos de SBT, RedeTV e Record tinham dado seus depoimentos contando dessa situ “muito chata” que está acontecendo. Enquanto isso, os fieis escudeiros de Sônia Abrão liam tweets de gente que já tinha ligado pra operadora e recebido a resposta de que a culpa não é deles, e sim das emissoras. Teve até um relato de uma operadora de telemarketing sem paciência dizendo pra que as pessoas ligassem pro programa da Sônia Abrão e reclamassem com eles. O negócio era um entretenimento rico, mas muito pouco didático.

Um telespectador chegou a perguntar se a medida ia afetar só São Paulo e o Distrito Federal, mas a resposta ficou pra depois deles falarem de “coisa boa” e quando veio, não respondeu nada. Só deu uma lista das cidades onde, futuramente, o sinal analógico seria cortado. Não duvido que gente de cidades onde o sinal dessas TVs não serão cortados tenha ligado pra sua operadora de TV a cabo ameaçando cancelar. No fim é isso que as emissoras querem: mostrar que tem poder o suficiente pra que as pessoas deixem de assinar a TV a cabo por causa da saída delas e, assim, conseguir um acordo financeiro melhor.

Por aqui, a gente lamenta muito que a partir de amanhã, se nada for feito, a gente que mora em São Paulo não possa perder nossa tarde vendo Sônia Abrão versar incessantemente sobre um assunto qualquer. Seja ele o sinal na operadora de TV a cabo ou a morte de um famoso. Dá aquela paz de rotina de que tudo continua no lugar onde sempre esteve.

A gente só espera não parar na geladeira depois desse texto.

Larissa Martins

Fala muita bobagem, escreve sobre quase qualquer coisa e sabe tudo sobre a temporada da vagabanda de malhação.

Você pode gostar...

Comenta Aí!

6 Resultados

  1. Rafaela disse:

    Muito bom texto, Larissa. Perspicaz.

  2. Roberto disse:

    Amei o texto, que venham mais matérias gongando malhação como sempre teve antes dos chatos de plantão começarem a reclamar.

  3. Walcyr lovers disse:

    Amei o comecinho do texto, pisou nos problematizadores de malhação.

  4. Chris Freires disse:

    Sei que não tem nada a ver com a matéria mas não posso deixar de destacar que nem a Sônia Abrão quer falar mais sobre A Lei do Amor,pra você ver a que ponto a coisa chegou,quando a Marcinha vai,ela fala reclamando e bem rápido e logo depois ela já volta a ler textão de lição de moral pra alguma celebridade que andou aprontando HAHA. Agora sobre as TV’s que sairão do ar,acho um absurdo é eles ficarem nessa guerrinha de poder sem sentido enquanto os consumidores que eles tanto enchem a boca pra falar que defendem são prejudicados e querendo ou não vão acabar pagando algo que não estão recebendo,e eles insistem em pedir pro pessoal pagar um adaptador de sinal digital só pra agrada-los,era só o que faltava. E o complô é tão forte que eu estava lendo sobre a Sônia ter levado um especialista dos Direitos do Consumidor e juro,no mesmo momento tinha um outro especialista no jornal da Record,ou seja,combinaram o jeito que iriam manipular os telespectadores,hoje até as hashtags no canto das telas estavam iguais. Quero nem ver a confusão que isso vai dar ainda.

  5. lsureke disse:

    Desnecessária esse “terrorismo” das emissoras, principalmente da RedeTV e especialmente no programa da Sônia, em que a isenção e a imparcialidade passam longe, até gosto do programa, como diz o Mauricio Stycer, o tom da conversa é agradável, mas só. Não considero um programa “isento e imparcial” como sua equipe gosta de vendê-lo, principalmente agora com essa “união” dessas três emissoras. Vou explicar porque em 3 casos que vi no programa:
    1. Dificilmente vemos a apresentadora ou seus convidados detonando algum programa da Record ou SBT (da própria RedeTV nem se fala) ou alguma atitude errada de algum contratado dessas emissoras. Por exemplo, há algum tempo atrás, quando a Monica Iozzi ainda estava no Video Show, um dos convidados do A Tarde é Sua, disse que a audiência do programa global estava cada vez mais baixa (o que é verdade), pois bem, no mesmo programa estavam comentando sobre o programa da Xuxa recém estreado na Record (e que a audiência também estava em queda), porém o mesmo comentarista dizia que o programa da Record “não estava bem” que “a Xuxa estava passando por um momento difícil”, ou seja, ambos estavam com a audiência mal, não tinha por que dar as notícias ou fazer as críticas de forma diferente, porque colocar panos quentes em apenas um? Fora isso, apresentadores como: Sabrina Sato, Silvio Santos e Rodrigo Faro dificilmente são detonados por algumas atitudes que tomam, Sílvio é simplesmente endeusado (talvez porque a Sônia faz parte do júri do troféu imprensa, ou seja, panos quentes para os amigos), um exemplo é quando houve aquela história do Rodrigo Faro e o menino fã do Leonardo que gerou uma revolta do povo, as críticas no A tarde é Sua foram leves, mas a mosca que caiu na receita que a Ana Maria serviu para os convidados foi debatida e motivo de chacota por dias e dias. Ou seja, dois pesos e duas medidas.
    2. Ainda na mesma linha, detonaram a Globo por sabotar a Xuxa no desfile de carnaval, mas não é a RedeTV que tem uma lista de nomes que não podem ser citados na emissora? Se a sua emissora proíbe a circulação de imagens de seus desafetos, porque a outra não pode fazer o mesmo?
    3. Desentendimentos ocorrem em todas as emissoras, mas pintam a RedeTV como perfeita, onde todo mundo se ama, o que não é verdade: em certo programa, a Sônia estava fazendo mais um de seus merchans ao lado de um rapaz que, se não me engano, vendia colchões, pois bem, o rapaz se empolgou ao anunciar uma promoção e deu alguns tapas na bancada gritando que “eram os últimos minutos” (coisa de vendedor) Sônia ficou visivelmente irritada e desde aquele dia nem o rapaz nem o produto apareceram mais no programa, certamente houve uma bronca depois, tudo devidamente abafado. Isso sem falar em um dia em que a direção parece ter dado uma informação errada para ela no ponto, o que a fez soltar um “ai,ai, a gente tenta fazer tudo certo, mas é difícil viu?” com um tom irônico. Se essas coisas acontecessem em outra emissora, ela já estariam detonando.
    Enfim, se essas emissoras querem debater algum assunto, seja ele importante (como esse caso das TVs à cabo) ou não (como as fofocas cotidianas), que façam de forma imparcial, mostrando todos os lados e deixando seus interesses ou amizades de lado! Do contrário, que permaneçam em silêncio!
    Como disse no começo do meu texto (ou bíblia. pelo tamanho), essa briga ganhou ares de terrorismo e sensacionalismo (o que estamos acostumados a ver nesses canais) e um desserviço ao telespectador!
    Parece que não é só a Globo que manipula, né dona RedeTV?

    • Norbit disse:

      Todas manipulam de uma certa forma, mas a Rede TV faz isso sem querer disfarçar em nada. Não querendo ser lambe peitos de Vênus Platinada, mas a Globo ainda mantém um nível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *