paulo-gustavo-paulo-gustavo

“A Vila” é a experiência mais constrangedora do humor atual

Lembram quando a Larissa fez uma matéria comentando que não conseguiu dar uma risadinha com os novos “Os Trapalhões”? Eu também não achei o ~humorístico~ bom, mas o programa de estreia pelo menos me arrancou uma risada sincera (o final do quadro do cabeleireiro, dsclp). Bem, com a estreia de “A Vila” no Multishow, lá fui eu assistir para escrever uma crítica e poupar a Larissa de sofrer mais uma vez com humor péssimo. Dito e feito, agora é a minha vez de dizer que não consegui dar uma risada assistindo.

Para você que não sabe, “A Vila” é uma sitcom com plateia estrelada por Paulo Gustavo, e foi criada logo depois que Paulo Gustavo saiu do elenco do péssimo “Vai Que Cola”. Vendo “A Vila” a gente percebe que um dos principais motivos para Paulo Gustavo deixar o programa anterior foi porque lá Paulo Gustavo precisava dividir o estrelato com outros personagens igualmente duvidos. Em “A Vila” não, tudo é ao redor de Paulo Gustavo.

Paulo Gustavo interpreta um palhaço que mora num trailer na tal vila do título, e nem preciso falar que o personagem é só mais uma desculpa para Paulo Gustavo fazer Paulo Gustavo e suas PauloGustavices. Paulo Gustavo é o centro daquele microcosmos irreal, em que todos os personagens existem apenas para Paulo Gustavo usá-los como escada interpretando Paulo Gustavo. Trama? Irrelevante! Qualquer coisa proposta pelo roteiro serve apenas para Paulo Gustavo ser Paulo Gustavo.

No primeiro episódio até rolaram duas ceninhas entre personagens que não são Paulo Gustavo, mas as histórias não desenvolveram e devem ter sido colocadas no roteiro só para Paulo Gustavo descansar um pouco de interpretar Paulo Gustavo.

paulo-gustavo-vila

“Mas, Fábio, afinal o que é um personagem do Paulo Gustavo”

Simples, Paulo Gustavo interpreta Paulo Gustavo desde sempre, ou seja, uma pessoa debochada, que faz improviso preparado previamente, fala com aquele tom anasalado de Fran Fine e ofende gratuitamente qualquer outro personagem da trama, principalmente se for gordo. Ele é como um Caco Antibes, mas ruim. É Paulo Gustavo.

Você leitor inclusive deve ter se incomodado com a quantidade de “Paulo Gustavo” que tem nesse texto, né? Desde a escola aprendemos que não podemos ficar repetindo termos porque irrita o leitor. Minha ideia ao falar Paulo Gustavo, na verdade, é mostrar que “A Vila” é como esse texto: Paulo Gustavo demais e humor de menos.

Para os que sentem falta da seção Dê Sua Nota do site anterior, preciso dar -5 para “A Vila”. Terminei de ver e está me devendo risadas.

Fábio Garcia

Eu só faço a contabilidade

Você pode gostar...

Comenta Aí!

18 Resultados

  1. Ana disse:

    Paulo Gustavo parou no tempo. Acha que já pode ser considerado uma estrela. A Vila é um programa chato e medíocre, com um elenco decadente. Aliás, os programas de comédia exibidos no Multishow são todos muito ruins.

  2. Fernando Martins disse:

    Na minha opinião o Multi Show, entre outros canais, oferece a programação rasa, medíocre, pobre e (não tenho mais como classificar) que as pessoas querem consumir. Haja vista o sucesso dos filmes que paulo gustavo protagonizou, com milhões de espectadores “apaixonados” . A pobreza cultural está aí, aos montes e quem quer pode se alimentar dela, infelizmente. Atualmente o target do mercado é esse: gente burra e sem conteúdo.

  3. Biel disse:

    Cite um personagem do Paulo Gustavo que não se veste de mulher e falhe miseravelmente

  4. Enigman disse:

    Essa foto com um monte de Paulos Gustavos foi a coisa mais perturbadora que vi na internet em um bom tempo

  5. O Paulo Gustavo tá igual o Coisas de tv, chato e sem a velha essência

  6. lsureke disse:

    Qual a diferença entre o Paulo Gustavo e uma vassoura atrás da porta?
    R: É que a vassoura é uma simpatia, já o Paulo Gustavo…
    (piada com o selo Multishow de qualidade)

  7. Rafa disse:

    Multishow = Multimerda

    Sem mais.

  8. Chris Freires disse:

    Quando vejo que o humorístico vai ser na Multishow eu já sei que vai ser ruim

  9. douglas disse:

    Todos os “humorísticos” do Multishow foram/são igualmente péssimos.

  10. Kitty disse:

    Que agonia essa foto com mil paulos gustavos aaaaaaaa Mas enfin, é como vcs falaram num coisascast aí: chega de vaiquecolização do multishow, ninguém aguenta mais

  11. french disse:

    Achei ótimo, é incrível como esse ator desperta uma grande antipatia em todos que ele trabalha, como ator ele é ótimo, mas como pessoa é péssimo, sobre o humorístico, eu não assisti, mas já até vi que ele foi criado exclusivamente para ENALTECER PAULO GUSTAVO E SEU ENORME EGO, espero mesmo que flop para ele abaixar mais a bola (quem sabe agora ele cria programas para fazer rir, e não para se auto promover).

  12. Fabiana disse:

    Uma pena o Paulo Gustavo se prestar a esse papel.Ele me lembra Tatá Werneck na Globo, que é uma ótima uma humorista se prestando a papeis ridículos e repetitivos na emissora que nem de longe representam o potencial dela.O cara até tem talento, os filmes dele estão aí pra provar assim como as peças,mas pq ele aceita fazer essas coisas que só causam vergonha alheia na gente?Qual a necessidade?Ele deveria continuar com o 220 volts que é ótimo e apenas isso ou apresentar algum outro projeto de autoria própria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *