humor-tempo-de-amar

Falta humor em “Tempo de Amar”? Mas já é a novela mais engraçada no ar!

De tempos em tempos, a Globo reúne uma mulherada de várias faixas etária e sociais para conversar sobre suas novelas (pior que nem é preconceito dizer que são mulheres porque homens não são permitidos nesses grupos de discussão), e com isso a emissora descobre o que está faltando em cada uma das novelas. O feedback obtido de “Tempo de Amar” é que essa novela é muito séria, e as pessoas sentem um pouco falta de humor na história. Enquanto a direção da editora tenta achar algum personagem pra ser palhação, eu já vejo de uma outra forma: “Tempo de Amar” é uma novela totalmente humorística. Só que involuntariamente.

Assim que estreou, muitos críticos como Nilson Xavier contaram que “Tempo de Amar” lembra as melodramáticas novelas de rádio na qual a protagonista recebe punição divina atrás de punição divina como se tivesse mudado uma fala numa novela de Walcyr Carrasco. Isso é verdade, inclusive já deveria rolar uma petição online pedindo que a novela mude de nome para “Tempo de Sofrer”, mas o ponto é que eu me divirto MUITO com o excesso de drama nessa história. Todo mundo sofre tanto que chega a ser hilário.

Lucinda, a vilã-psicopata-apaixonada-pelo-camponês, tenta manter seu mozão cego para ele não dispensá-la por sua cicatriz

Lucinda, a vilã-psicopata-apaixonada-pelo-camponês, tenta manter seu mozão cego para ele não dispensá-la por sua cicatriz

A protagonista Maria Vitória (Vitória Strada) parece um alvo gigante em que o Azar fica arremessando dardos. Ela se apaixonou por um jovem camponês de coração bão, engravidou, foi trancafiada num convento, teve uma filha, fugiu do convento, viajou para o Brasil, foi atacada por um deputado, perdeu a foto de seu crush quando passou um pé de vento no navio, arranjou um trampo de pianista num cabaré, fugiu do cabaré, ficou amiga da vilã psicopata que é apaixonada pelo camponês de coração bão, acreditou na morte dele etc etc.

Em pouco mais de um mês de novela, Maria Vitória não apenas comeu o pão que o diabo amassou, mas sim comeu o pão, tomou o suco, curtiu um brunch, se encheu numa feijoada e está já no lanchinho da tarde preparado pelo Coisa Ruim.

Os dramas de Maria Vitória acontecem com uma frequência tão grande que comecei a enxergá-los como humor involuntário, e isso tem me divertido muito nessa novela. Sem contar que a mocinha é tão detestável que não tem como não curtir quando o Destino (também conhecido como Alcides Nogueira) inventa algo deliciosamente surreal para fazer Maria Vitória se afundar num pântano de sofrimento.

Pode até ser que poderia ter um núcleo cômico em “Tempo de Amar”, mas acho apenas que o público poderia começar a enxergar os revezes de Maria Vitória como o verdadeiro humor dessa novela.

Fábio Garcia

Nunca tive a chance de falar "como vai, Galisteu?".

Você pode gostar...

Comenta Aí!

39 Resultados

  1. Chris Freires disse:

    Tava doida pra vocês falarem dessa novela mesmo. Acho ela muito zzZZZ aquelas músicas de igreja em quase toda cena,a Marisa Orth só aparece pra cantar e Lucy Alves na maioria das cenas só aparece pra ver a Marisa Orth cantando. A Andreia Horta é a única com um linguajar contemporâneo porque gente??? E esse desencontros da Maria Vitória e do Inácio ja tão ficando bem forçados já,mil vezes que tiveram um embaixo do nariz do outro,difícil de engolir que ainda não se encontraram.
    E não acho que ta faltando humor na novela,nesse quesito ta bom assim,mas com certeza ta pecando pelo o excesso de clichê.

  2. Ricky Martin disse:

    E Celebridade que será exibida só para maiores de 12 anos gente ? Eu to só a Roberta Miranda não sabendo oque dizer só sentir

    • Douglas disse:

      Só lorota. Vão fazer igual a Record q exibe Ribeirão do Tempo como +14 mas picotam tudo

      • Ricky Martin disse:

        Talvez não, a globo anda exibindo filmes bem pesadinhos para
        maiores de 12 anos no Temperatura Maxima (Crepúsculo, Homem de Ferro, GI JO, Homem de Aço, Transformes, etc…) e para falar a verdade Celebridade não tem nada de tãoooo extraordinário assim.

        • Douglas disse:

          Tela Quente sempre foi +14. Só depois daquela mudança do MJ em 2012 q a Globo afinou e começou a colocar filme bobo.

          • Ricky Martin disse:

            O Tela quente é o que passa segunda a noite, eu estava falando do Temperatura Maxima que passa domingo a tarde (antes eles passavam ins filmes pesados mais todos picotados, e hoje eles picotam quase nada)

  3. osnar disse:

    não acho q a novela precise de alívio cômico. a gente se acostumou mal com as novelas do walcyr. pra que ter núcleos totalmente dispensáveis só pra fazer umas piadinhas sem graça?
    a novela está boa do jeito que está.

  4. Mayla disse:

    Eu achei que os anarquistas fossem ser o alívio cômico, mas me enganei feio.

  5. French disse:

    É serio que vocês não vão falar nada sobre OLDP ? Eu estou muito curioso para saber a opinião da galera daqui sobre a novela, eu particularmente estou achando que essa novela não passa de uma Amor a Vida² com nuances de Verdades Secretas, o Walcry deu uma boa embalagem para novela, mas nada que mascare por completo o marasmo que é essa trama, os protagonistas são horríveis (ai do Walcry se não fosse o carisma da Bianca Bin) o texto tá BEM didático (nem vou comentar aquela aula preguiçosa sobre racismo, com a Eliane Giardini vilã diva louca) mas como é o Carrasco ninguém reclama, fora o gay enrustido que foi criado única e exclusivamente para saciar a galerinha do lacrou (que já vai passar por reformulações, e não… isso não tem nada a ver com a familia tradicional).

    Bom… Eu ainda tenho um fio de esperança na vingança da Clara, mas pensando bem… Oque exatamente ela vai fazer contra a Sofia ?? Cortar o cabelo dela ? Colocar lixo na comida feita pela vilã ? Tirar fotos de um suposto amante e espalhar por ai ? Nada disso faz muito a cara da Clara e muito menos da Sofia, eu estou começando a desconfiar seriamente dessa “vingança”.

    E para acabar TODO o núcleo que envolve a familia da Sofia está muito bom, a atuação do Sergio ta realmente muito boa, se desprendeu completamente do Candinho, a Grazi ta divina, personagem muito bom (embora eu estava esperando um Cristina mirim, não vou negar), e a Estela é uma fofura de personagem, da até vontade de apertar.

    • douglas disse:

      Até concordo com o didatismo do texto, mas fora não. Walcyr sempre teve sua “militância” gay nas novelas antes mesmo dessa modinha atual, duvido muito q ele de bola pra isso. E todas essas notícias q reformularam a trama são fakes, muito coisa ali já tava escrita e inclusive saiu na mídia. Eu até falei aqui, aposto q vão inventar q o Thiago Fragoso vai entrar pq rejeitaram o protagonista. E eu acho a Clara uma ótima personagem, mocinha clássica mas longe de ser sonsa.

      Eu não acho q seja só a embalagem não. Aquelas cenas de inserção são genias. A Clara atual se afogando e a Clara nova renascendo, a Estela vestida de palhaço no picadeiro e etc.

      E sobre a vingança, resta esperar. Duvido q será estilo Nina, até porque são 7 pessoas pra serem vingadas não da pra fazer algo tão pobre assim.

      • French disse:

        Eu digo que o Samuel foi criado só para agradar a “galerinha do lacrou” porque o personagem em questão não tem nenhuma outra função na novela que não seja ser um gay enrustido e que banca o homofônico preconceituoso, esse é todo o plot do personagem, diferente do Felix que tinha todo uma trama em Amor a Vida, ele foi do psicopata que abandonou um bebê em uma caçamba de lixo por puro ciúme doentio da irmã ao filho arrependido e amável que ganha finalmente o amor de seu pai (tudo isso envolvido numa grande trama sobre homofobia e aceitação), já o Samuel foi criado só para fechar a “cota” de personagem LGBT na novela

        A Clara esta me decepcionando um pouco porque a intenção é ela ser uma mocinha do tipo vingativa, mas ela é tãoooo bobinha que né… Mas eu sei que a intenção é fazer ela voltar com sangue nos olhos pelo golpe que vai sofre, mas para mim o Walcry pesou a mão de mais na ingenuidade da personagem (a Nina com 8 anos já metia a mão na cara da Carminha e tudo) e sobre a “vingança” da personagem acho que obrigatoriamente tera que ser grandiosa porque é ela que vai segurar os 200 capítulos e caralhadas da novela.

        • douglas disse:

          Mas o Fêlix era praticamente o protagonista da novela (tanto que ela se chamaria “Em Nome do Pai”), tinha que ter mais profundidade e toda aquela trama complexa. O Samuel é coadjuvante agora, mas será uma das 7 vítimas da Clara. Ele vai ajudar no plano contra ela.

          E por enquanto a novela vai até Maio e não sei se vão estica-la apesar de ser difícil uma novela do Walcyr com menos de 200 capítulos. Se nem afdq foi esticada…

        • osnar disse:

          o texto de outro lado é muito ruim, mas a novela é assistível e muito bem dirigida, tirando alguns nucleos da vontade de ficar vendo..

      • Joanna disse:

        Não são fakes, saiu no Daniel Castro. “Globo corta gay, anã e violência para acelerar O Outro Lado do Paraíso”.

        Há o fator do medo da estréia de Apocalipse também

        Muitas das cenas gravadas foram pro lixo, como a cena que a Estela é trancada em casa pela Sophia, e o Delegado que iria assediar uma menor de idade, e alguns diálogos da nova patroa da Clara que olha só VAI VIRAR DOMÉSTICA. Tudo pra antecipar a vingança da menina.

        • French disse:

          Todo mundo tá vendo essas mudanças como um grande problema, mas para mim tudo isso vai ajudar e muito a novela, primeiro que com esses cortes de cenas a história vai se tornar mais ágio, gente… 30 FUKING capítulos só para a Clara ser presa no tal hospício (nem parece novela do Walcry) e sobre vetarem as cenas de assédio e bissexualismo, eu acho ótimo, ninguém merece tanta panfletagem barata, não em uma novela que substituiu AFDQ (saudades do clima novelístico e folhetinesco que só a Glorinha Perez pode te proporcionar).

          Sobre a estreia de Apocalipse, acho que não será um problema muito grande para OLDP, acho que ficará só nos 14/15 pontos mesmo, e depois de uns meses se estabilizara nos 16 pontos sem maiores problemas, embora eu esteja torcendo muito para o sucesso dessa novela, eu acho que ja passou da hora de uma outra emissora nacional tirar a Globo da zona de conforto (SALDADES MANCHETE).

          • Douglas disse:

            Depende do corte. Pelo visto são mais pra diminuir os capítulos mesmo, esses são bem vindos desde que não comprometam a história. Sobre a panfletagem, foi bom cortarem pq seria panfletagem errada ainda por cima. Se o delegado é pedófilo. ele não vai assediar “menores”, ele vai assediar crianças. Agora, cortar a cena de Estela presa foi desnecessário, era uma maldade a mais da Sophia com a filha, tinha que ser mostrada. E convenhamos, AFDQ tbm teve sua dose de panfletagem.

            E Apocalipse não fará nem cócegas. Record inchou o elenco pegando restos da Globo achando que vai dar certo. Os próprios religiosos tão falando em boicote a novela.

        • Douglas disse:

          Eu tinha percebido um corte mesmo naquele capitulo do acidente do Gael. Na chamada apareceu a Estela correndo desesperada, mas na cena já cortou direto pro Gael no hospital.

          • French disse:

            Também acho desnecessário cortar as cenas da Estela, porque além de ser uma boa personagem ela é a única ali que enfatiza a vilania da Sofia (a Clara por enquanto é só a BFF da vilã) fora que sem a Estela, a Sofia vira só mais uma vilãnzinha dubiaZzZ e ambiciosa do horario nobre.

            Eu não to botando tanta fé em Apocalipse porque ta bem na cara que a Record só quer mesmo criar uma Os Dez Mandamentos² para bater de frente com a Globo novamente, a novela tá muito pretenciosa, 300 personagens emaranhados numa trama escrita e roteirizada pela Vivian de Oliveira (texto ruim, cafona e clichê), mas apesar de tudo eu torço para que de boa audiência e seja um sucesso (e espero mesmo estar enganado sobre essa novela, porque apesar de tudo, a Record sabe sim criar coisa boa quando quer…)

  6. French disse:

    Vocês não vao

  7. douglas disse:

    Mas desde chamadas já estava óbvio que seria um dramalhão forte, n sei pq a surpresa. E eu sempre defendo humor em novelas em qualquer horário, mas o mimimi desse povo já ta chato. E a tal falta de humor não afeta em nada na audiência que chega a ser surpreendente, ta dando a mesma coisa que Novo Mundo dava no começo.

    Acho que o povo emburreceu e começou que toda novela tem que ser igual a anterior.

  8. Rafa disse:

    O que foi o diálogo do Caio Paduan vs a Eliane Giardini feat Luís Mello Japonês Fake RACISTAS PRECONCEITUOSOS ontem 😄😄😄 , Walcyr Carrasco mostrando a sua cara no didatismo extremo nivel Amor a Vida

  9. Fabiana disse:

    Pq toda novela tem que ter núcleo stand up?Outro dia peguei um pessoal falando que OOLDP não tinha escapismo,que era mt pesada sendo que qualquer núcleo pode mt bem funcionar como núcleo de humor em se tratando de novela do Walcyr.Acho Tempo de amar deslumbrante e bem amarrada,uma trama tradicionalista como a gente não via há tempos e que as pessoa estão desacostumadas a assistir.

    • douglas disse:

      Reclamavam que a trama da Bibi era pesada e que falar de transexualidade era pesado pro horário, agora reclamam de tudo em OOLDP… Acha saco pra aguentar essa gente.

      E concordo sobre a questão do costume, vejo isso em todos os horários. Público novo se acostumou com novela teen as 19h e agora estranha novela com a cara que o horário sempre teve. Muitas novelas contemporâneas as 18h em sequência, se esqueceram do novelão tradicional.

  10. Eduardo disse:

    Na minha opinião a novela é ótima e diferente de novo mundo que é um ponto muito positivo pois mesmo sendo de época conseguiram se diferenciar ao máximo, a trama é um pouco lenta mas isso não impede dela ser super assistivel e bem monitorada. a novela já tem a cara da tarde (pra mim) é ótimo sentar no sofá as 6 da tarde e assistir a trama

  11. Biel disse:

    Tempo de Amar pisa sem dó em Novo Mundo. E coragem de quem pede humor nessa novela depois de I Love Paraisópolis

  12. Sandy disse:

    Não, sem dúvida vocês não assistem o outro lado do paraíso, com as cenas da Estela sobre nanismo, as do Eriberto Leão gay enrustido, e as do racismo com Giardini loira vilã diva.

    • Tulla Luana disse:

      Pior que a minha mãe acha a mesma coisa. Fala que vê mas acha a novela pesada…
      O pessoal estava acostumado com Beth de elvirinha e o naturo

      • Rafa disse:

        Deus me livre daquela Elvirinha inútil falando daquelas malditas joias toda hora junto com a samambaia do Tio Garcia no núcleo terceira idade em A Força do Querer, ainda bem que acabou!

        O povo não sabe digerir uma novela que não sem núcleo ou personagem metido a ser “cômico”?, Eu defendo tramas assim desde que o diretor saiba dosar bem, o que não funciona em Tempo de Sofrer convenhamos

        • douglas disse:

          Até hj não acredito que alguém achava graça na Elvirinha.. Apareceu ali pra encher linguiça numa trama totalmente forçada e sem pé nem cabeça e pra dançar no baile do morro. “A Força” claramente já era uma novela que tinha humor, não precisava daquelas forçadas de barra.

      • Sandy disse:

        Mas esses núcleos que comentei são de humor… involuntário

    • douglas disse:

      Mas essa trama do Eriberto tem um toque de humor proposital mesmo. A mamãezinha falando que o filhinho é macho e não pega em vassoura, ele fingindo que ta vendo coisa de trabalho mas ta vendo homem etc

  13. Ricardo Becker Maçaneiro disse:

    “Maria Vitória não apenas comeu o pão que o diabo amassou, mas sim comeu o pão, tomou o suco, curtiu um brunch, se encheu numa feijoada e está já no lanchinho da tarde preparado pelo Coisa Ruim”> kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  14. French disse:

    Acho que todo mundo já sabia que essa novela séria um completo sonífero desde as chamadas de divulgação (é tempo de amor, é tempo de amarZzZzZ). Eu concordo que essa novela é muito densa, mas acho que um núcleo cômico só iria descaracterizar a novela (novela das 6 tem que ser Seria e romântica, com ecessão das novelinhas agua com açúcar do Walcry), talvez fosse melhor criar um personagem com humor ácido e inteligente fazendo críticas sociais/políticas para de vez em quando dar uma amenizada no tom boring que a novela tem

    PS: a audiência dessa novela se deve ao sucesso de Senhora do Destino, que impulsiona a tal da Malhação que por sua vez acaba impulsionando o horário das 6 (que não se tem nada que presta desde Eta Mundo Bom)

  15. Márcio Silva disse:

    A novela é muita romântica ( ponto positivo, mas que deveria ocorrer um equilíbrio), a protagonista parece de novela mexicana, a vilã da Disney, o mocinho é uma pateta, o que salva essa novela é o resgate ao folhetim clássico, que ultimamente está sendo adotado pela maioria das novelas tentando ser um seriado, a atriz Maria Vitória é talentosa o personagem dela deveria ser mais competente, parar de ficar correndo atrás de Inácio, afinal ele é mais importante que a própria filha ????? A busca dela pela filha se tornaria mais empolgante, e o embate dela com a Lucinda seria ótimo, essa ingenuidade da Maria Vitória é irritante!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  16. lsureke disse:

    Queriam o que? Uma nova I Love Paraisópolis cheia de esquetes à lá Zorra e com os protagonistas juntos antes da metade da novela? A novela se chama “Tempo de Amar” não “Tempo de Alegria” (bjs Ivete) e, como já dizia a canção, “amar é sinônimo de sofrer”!
    A trama é linda, poética e retrata a época com a maior fidelidade possível, desde as falas até a caracterização, o básico que se espera de uma novela de época (chupa Novo Mundo e Joia Rara!)
    A única critica que faço é em relação à escalação de Andreia Horta, ela definitivamente está fora do tom dos demais atores, não usa sutileza alguma em suas falas, preferiu construir o esteriótipo básico de uma vilã: voz manhosa e caras e bocas, poderia ter dado um tom mais sutil como fez a Letícia Sabatella com sua Delfina, a interpretação não condiz com a amargura de Lucinda.
    E maria Vitória não foi atacada por um militar da marinha, mas por um deputado (Henri Castelli).

    • Mayla disse:

      Concordo sobre Andreia Horta. Acho que ela dá o mesmo tom ás personagens, seja a história em 2014, 1700 ou 1920. Achei um erro de escalação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *