10 coisas para se esperar em ‘Captain America: Guerra Civil’ dos futuros filmes Marvel

Películas MarvelPor Cinemascomics2016-05-022018-06-28Compartir

O filme ‘Capitão América: Guerra Civil’ é um dos mais adultos e sérios da Marvel, tem muita ação e um enredo muito bem construído, que não deixa lacunas, mas o melhor de tudo é que antecipa muitas coisas que podemos ver em filmes futuros da fase 3.

ATENÇÃO ESPOLADORES do ‘Capitão América: Guerra Civil’:

  1. Aliança entre o Pantera Negra e o Soldado de Inverno: Embora no início ele o culpe pela morte de seu pai, no final ele o leva para a cena pós-criação. Provavelmente podemos vê-lo no filme do Pantera Negra de 2018, assim podemos continuar a ver o personagem do Soldado de Inverno sem a necessidade do Capitão América estar por perto.
  2. Steve Rogers deixa o fato e o escudo: Ao longo da história da banda desenhada vimos como o Capitão América mudou a sua identidade, por isso não seria surpreendente se outro personagem levasse o escudo e o fato do Capitão América, enquanto o verdadeiro está escondido.
  3. Romance entre Capitão América e Sharon Carter: Steve Rogers sempre esteve apaixonado pela agente Peggy Carter, mas quando ele retorna depois de ser congelado no gelo por anos, ela já é uma velhinha que também morre durante todo o filme. No funeral ele se encontra novamente com sua sobrinha Sharon Carter (Emily VanCamp) e no final do filme aparece o romance que provavelmente veremos em outros filmes Marvel.
  4. Romance entre Visão e a Bruxa Escarlate: É algo que sempre vimos nos quadrinhos, no filme Visão o homem sintético tem sentimentos pela Bruxa Escarlate e eles parecem ser recíprocos, então é algo que pode ser explorado nos seguintes filmes, especialmente em Avengers: Infinity War, onde ambos terão um papel muito relevante.
  5. As grandes prisões supersecretas: No filme podemos ver como eles prendem os vingadores rebeldes em uma prisão aquática que não é suficientemente segura já que Steve Rogers consegue libertá-los, mas a partir daí o governo pode pensar melhor e construir coisas melhores, como a Prisão 42 dos quadrinhos da Guerra Civil, localizada na Zona Negativa.
  6. A situação do Homem Formiga: É engraçado que Scott Lang (Paul Rudd) passe todo o seu tempo em seu filme de 2015 tentando limpar seu nome e voltar ao caminho do bem. Neste filme ele volta aos seus velhos hábitos e acaba como um fugitivo que deve viver fora da lei, o que torna o filme Ant-man & Wisp de 2018 que eles estão preparando bastante imprevisível como eles serão.
  7. O vilão Zemo: Nos quadrinhos, sempre o conhecemos como Barão Zemo, mas eles mudaram completamente o seu passado. No final ele acaba na prisão, mas parece ter cumprido a sua missão de separar os Vingadores. Talvez ele estivesse seguindo ordens de alguém superior a ele, não da HYDRA, o que deixa claro, ele é provavelmente um personagem a ser considerado em filmes futuros.
  8. Homem-Aranha: Talvez a melhor parte do filme seja a introdução do Homem-Aranha por Tony Stark, já que ele é um dos personagens mais queridos dos quadrinhos e, sem dúvida, os fãs esperam mais aventuras deste Peter Parker.
  9. Onde está o Hulk: Uma das personagens que tem mais impacto cada vez que ele aparece no ecrã é sem dúvida o Hulk, a última vez que o vimos ele estava num avião a sair sozinho. No filme ‘Capitão América: Guerra Civil’ ele é mencionado várias vezes e o governo deveria estar procurando por ele. A próxima vez que virmos este personagem será em ‘Thor: Ragnarok’, em 2017.
  10. Thanos: Não há referência direta a Tanos no filme, como havia em Vingadores (2012), mas no final e depois de tanta discussão, o Capitão América dá um telefone a Tony Stark para que ele possa ligar para ele se necessário, se uma força superior atacar a Terra, digamos que se Thanos vier, ele será contado para a batalha.

Captain America: Civil WarShowsMarvelSteve RogersSharePrevious PublicationNext Publication Desde que me lembro que sempre me senti atraído pelo desenho, pelos quadrinhos e, sobretudo, pelos filmes, este hobby é o responsável por “Guerra nas Estrelas: Episódio IV”, fiquei fascinado com o grande número de naves que nele apareciam e com o mundo inteiro criado por George Lucas, a cena da nave Corellia sendo perseguida por um cruzador imperial que avançou até encher a tela foi chocante. A música de John Williams era cativante e fácil de lembrar, e nessa altura já me lembro das minhas colecções de autocolantes e das bonecas da saga. Outra grande influência foram os quadrinhos, em particular as edições do Vértice do Homem-Aranha, The X Patrol, The Avengers, The Fantastic Four, com os quais aprendi a desenhar copiando os desenhos animados de John Romita Sr. e Jack Kirby. Por isso não foi surpreendente que eu acabasse por estudar na escola de artes de Saragoça.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad