10 coisas que provavelmente não sabias sobre a Wonder Woman

A Mulher Maravilha vai ser provavelmente uma das personagens de 2017. A sua primeira aparição no grande ecrã na era dos super-heróis cinematográficos vai marcar um antes e um depois. Outros modelos femininos seguirão, como ‘Captain Marvel‘ e ‘Batgirl‘. Mas ela vai ser a primeira. E, sendo um momento tão importante na história do género, queríamos dedicar-lhe um especial.

Por isso aproveitamos a ocasião e, através do Comic Book Movie, trouxemos 10 coisas que você talvez não soubesse sobre a Mulher Maravilha. Nós lhe contaremos sobre elas abaixo! Se você souber mais, não hesite em deixá-los nos comentários, nós os leremos para você, amigo da história em quadrinhos!

1- A Mulher Maravilha era feita de barro

Na sua primeira origem, a de William Moulton Marston, Diana Prince emergiu através da lama (argila). A própria Rainha Hippolyta moldou a pequena Diana. Foi uma forma, nos anos 40, de evitar questões biológicas relacionadas com a perpetuação da espécie numa ilha cheia de mulheres. Ou seja, para evitar questões relacionadas com a homossexualidade. Era uma época diferente.

2- A Mulher Maravilha é a filha de Zeus

Durante a nova etapa 52, a DC Comics deu uma origem secundária à DianaPrince. Naquela ocasião, o escritor era BrianAzzarello. E ele deu ao personagem um foco puramente mitológico. O uso da mitologia grega resultou em Diana se tornar a filha de Zeus. Esta é a origem provável da personagem do filme “WonderWoman”.

3- Ela foi a primeira super-heroína da “Big League”.

Wonder Woman teve origem em Sensation Comics (01) em 1942. Três anos depois do Super-Homem e dois anos depois do Batman. Agora conhecemos muitos super-heróis da DC Comics. Como Batgirl, Supergirl ou BlackCanary. Mas a Diana Prince foi a primeira. Aquele que marcou o início do sexo feminino no gênero super-herói.

4- A Mulher Maravilha foi criada para lutar contra os nazistas.

O Capitão América não foi o único super-herói dos quadrinhos que lutou contra os nazistas em seus primeiros dias. A Mulher Maravilha surgiu em 1942, no meio da Segunda Guerra Mundial. Por isso, era razoável esperar que os americanos fizessem a sua propaganda de guerra nos desenhos animados. Mas não foi só na banda desenhada que vimos tal “propaganda”. No episódio ‘Fausta: A Mulher Maravilha Nazista‘ da série de Lynda Carter, acabámos por assistir a um evento semelhante. [Ver imagem]

5- Wonder Woman conhece o Kung Fu!

Você sabia que a Wonder Woman da DC Comics aprendeu Kung Fu entre 1968 e 1973. Durante esse período de cinco anos, a Mulher Maravilha foi despojada dos seus poderes divinos. Porquê? Porque as Amazonas estavam fartas da humanidade na Terra e tomaram a decisão de mudar para outra dimensão. Perder os seus poderes e ficar com Steve Trevor? Ou partir com as suas irmãs? O amor conquistou tudo. Sem poderes e sem o seu fato clássico, Diana conhece I Ching, que a leva como aluna e a treina nos caminhos do Kung Fu.

6- A Mulher Maravilha tinha um ajudante

O Super-Homem tinha Krypto, a Mulher Maravilha tinha Robin, o Falcão tinha Pomba… E a Mulher Maravilha? Ela também tinha um ajudante, uma companheira jovem nas suas aventuras! Embora tenhamos visto a Diana Prince associada a personagens como DonnaTroy, SteveTrevor, Artemis e mais… Foi a EttaCandy, durante a Idade de Ouro, a ajudante da Mulher Maravilha!

7- A Mulher Maravilha levou o martelo de Thor (Mjölnir)

Os anos 90 foram muito difíceis para a indústria da banda desenhada. Os anos 80 foram maravilhosos, mas a queda nas vendas fez com que as duas grandes editoras – Marvel e DC Comics – se juntassem em estranhos crossovers. Em 1996, uma dessas publicações cruzadas terminou com a Princesa de Themyscira carregando o martelo de Thor (Mjölnir).

8- As pulseiras da Mulher Maravilha limitam os seus poderes

Sabias que as pulseiras da Mulher Maravilha têm nomes? Chama-se “Braceletes de Submissão“. Um nome que não é tão surpreendente, considerando a filosofia de seu criador (William Moulton Martson) sobre o gênero feminino, a submissão e a escravidão. Em Themyscira, todas as Amazonas a usam como símbolo de submissão à deusa grega Afrodite.

Por outro lado, em The New 52, as pulseiras da Mulher Maravilha tinham um propósito muito diferente. Como já mencionamos, a abordagem mitológica variou desde a versão de DianaPrince. Neste caso, e tendo em conta que ela é uma semi-diácono filha de Zeus (como Hércules), as pulseiras limitam os seus super poderes. Mas quão poderosa ela seria realmente sem eles?

9- Wonder Woman é um dos membros fundadores da Liga da Justiça

O cânone clássico da Mulher Maravilha será respeitado no DC ExtendedUniverse. Nesta ocasião, Diana Prince será mais uma vez um dos membros fundadores da Liga da Justiça. Um evento que, sem dúvida, veremos no filme do ZackSnyder. E isso já se aventura no final do ‘Batman vs. Super-Homem‘.

10- Wonder Woman era uma secretária

Muito antes de se tornar um membro fundador da Liga da Justiça, a Princesa de Themyscira fazia parte da Sociedade da Justiça da América. Que a JSA era composta pelo Batman, Super-Homem, Sandman, Gavião, Homem das Estrelas, Átomo, Doutor Destino, Johnny Thunder e a própria Mulher Maravilha. No entanto, o papel de Diana Prince na JSA foi meramente anedótico, já que ela era a secretária do grupo de super-heróis.

BONUS TRACK- Wonder Woman escreveu um livro

Sabias que a Mulher Maravilha escreveu um livro? Intitulado Reflexões, foi uma espécie de escrita de pensamentos e reflexões (daí o título) de Diana Prince sobre a sua origem e identidade. E uma crítica à sociedade da época. Considerando que, naquela época, a Mulher Maravilha combinava suas tarefas puramente super-heróicas com ser a embaixadora de Themyscira no mundo, é normal que Greg Rucka (roteirista) tenha feito algo tão interessante quanto transformar a Amazônia em um sucesso literário best-seller.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad