19 anos com a saga “Missão Impossível

Em 7 de agosto será lançada a quinta parte da saga ‘Missão Impossível’, uma adaptação da série de televisão transmitida pela rede CBS entre 1966 e 1973, criada por Bruce Geller e composta por Steven Hill, Peter Graves, Martin Landau, Barbara Bain, Peter Lupus e o recém falecido Leonard Nimoy, entre outros.

Dirigido por Christopher McQuarrie (Jack Reacher) ‘Missão Impossível: Nação Secreta’, que é o título com o qual estreará em espanhol, nos traz de volta a Ethan Hunt (Tom Cruise) abandonado à sua sorte, e o FMI dissolvido, a equipe de Hunt terá que enfrentar a União, uma rede de agentes especiais altamente treinados. Estes grupos cuidadosamente treinados estão empenhados em criar uma nova ordem mundial através de uma série de ataques terroristas cada vez mais graves. Ethan reúne a sua equipa e junta-se à agente britânica renegada Ilsa Faust (Rebecca Ferguson), que pode ou não ser membro desta nação secreta, uma vez que o grupo enfrenta a sua missão mais impossível até agora.

O início de uma saga ‘Missão Impossível’ (Brian De Palma 1996)

Mas vamos rever o que a franquia com Tom Cruise alcançou. Em 1996 a Paramount Pictures estreou a adaptação cinematográfica da série homônima, para a qual tem o prestigiado diretor Brian De Palma, responsável por filmes lendários da história do cinema como ‘Elliot Ness’ intocáveis’, ‘Carrie’ (O Original), ou ‘Vestido para Matar’, alguns de seus últimos filmes foram ‘The Black Dahlia (2006)’ ou ‘Passion (2012)’.

O filme foi produzido e estrelado por Tom Cruise (para sua própria glória pessoal), e o ator foi cercado por um elenco de luxo formado por Emmanuelle Béart, Jon Voight, Jean Reno, Vanessa Redgrave, Kristin Scott Thomas, David Schneider e Emilio Estévez, entre outros.

Com este filme, De Palma traz-nos um autêntico filme de espionagem, sem recorrer a truques baratos e cheio de acção com cenas verdadeiramente espectaculares, diferenciando-o de outra das sagas mais conhecidas do género, como James Bond 007, que estreou ‘Golden Eye‘ um ano antes. Este filme marcou a estreia de Pierce Brosnan como James Bond, que substituiu o agente com licença para matar para revitalizar a franquia após os fracassos de ‘High Tension’ e ‘License to Kill’, estrelado por Timothy Dalton.

Missão Impossível segue Ethan Hunt no início do filme, um super espião de uma organização conhecida como IMF (Implosable Mission Force) que é capaz de realizar as missões mais perigosas com a máxima eficiência e elegância. Ele faz parte de uma equipe competente liderada pelo agente Jim Phelps, que reuniu seus homens para participar de uma missão muito difícil: impedir a venda de um disco roubado contendo informações secretas vitais. Durante a missão, algo corre mal e Phelps e o resto da sua equipa caem numa armadilha, custando a vida de todos menos de Hunt e Claire Phelps (Emmanuel Beart). Hunt aprende de seus superiores que a missão era capturar uma toupeira e ser o único sobrevivente que é acusado de ser a toupeira e ser responsável pela morte de seus companheiros, então sua nova missão será conseguir desmascarar o verdadeiro culpado a fim de provar sua inocência e deixar de ser um rejeitado.

Curiosidades:

O nome de Sydney Pollack foi chamado para dirigir o filme, assim como o fato do ator Peter Graves ter sido oferecido para interpretar Jim Phelps novamente no filme. Graves rejeitou o papel porque não gostava que seu personagem morresse no filme e não deixou a possibilidade de ele aparecer nas sequelas é o motivo pelo qual Jim Phelps foi interpretado por Jon Voight no filme.

Também se diz que as mentiras entre Cruise e o diretor foram ouvidas, e que o diretor jurou nunca mais dirigir outro filme da Missão Impossível. Apesar de tudo, De Palma conseguiu fazer um filme divertido e eu acho que até hoje, apesar da natureza espetacular das entregas seguintes, o melhor de toda a franquia.

Missão Impossível II’ de John Woo (2000)

Apesar do sucesso alcançado nas bilheterias da primeira parcela, tivemos que esperar nada menos que quatro anos para ver uma nova aventura de Ethan Hunt, novamente produzida por Cruise e Paula Wagner, para a qual tiveram o diretor de filmes de ação da época, John woo, responsável por filmes como ‘Human Target’ ou ‘Face to Face’, o filme foi novamente feito sob medida para a glória pessoal de seu protagonista, que fez seu diretor suar a grande queda em algumas cenas de ação. Lembrado como o pior filme da franquia (ainda vou à terapia para esquecer tal aberração cinematográfica).

Na “Missão Impossível II“, Ethan Hunt terá de impedir que um ex-agente impiedoso do FMI que se tornou terrorista internacional se apodere de um vírus mortal e o traga para a Austrália, causando milhões de vítimas. Para isso, ele é novamente assistido pelo génio dos computadores Luther Stickell, pelo perito motorista Billy Baird e pela sensual e exótica ladra internacional Nhye, que teve uma relação romântica com o terrorista, mas que agora se sente atraída por Hunt.

Apesar de ter muitas cenas de ação, o roteiro deixou muito a desejar, entre outras coisas porque encontramos uma cena onde eles misturam os fracassos com a celebração da Semana Santa em Sevilha! Isso e a cena típica de John Woo na qual ele tem que colocar alguns pombos. Só posso dizer que é um filme que não faz parte da franquia e que você não precisa se preocupar em vê-lo se ainda não o fez. Apesar do choque crítico, o filme, que tinha um orçamento de 125.000.000 dólares, orçou 546.388.105 milhões de dólares, contra os 457.696.359 dólares do primeiro filme, embora tenha custado consideravelmente menos dinheiro do que o segundo.

Curiosidades:

Tom Cruise é muito dado a estrelar em muitas das cenas perigosas dos filmes em que protagoniza, a cena em que aparece subindo a montanha no início do filme sem cordas foi filmada por Cruise sem a ajuda de dublês ou especialistas.

John Woo rodou três horas e meia de filme. Não lhe foi permitido exceder duas horas de duração. Isto explica a enorme quantidade de pontos escuros no roteiro e muitos dos erros de continuidade.

O filme foi enviado para os cinemas sob o nome fictício de “Doll House” para evitar roubos.

E depois veio o J.J. Abrams. “Missão Impossível III

Apesar das duras críticas sofridas na segunda parte, tudo convidou uma terceira parcela para chegar mais cedo ou mais tarde, mas devido à agenda ocupada de Tom Cruise, seis anos tiveram que passar antes que o ator assumisse novamente o personagem de Ethan Hunt. Nessa ocasião, o ator e produtor teve seu debutante J.J. Abrams, responsável por séries de sucesso como Felicity, Alias e, naquela época, estava na boca de todos por ser o criador de ‘Lost’ e ‘Six Degrees’. O roteiro foi escrito por Alex Kurtzman, Roberto Orci e o próprio J.J. Abrams, que se juntariam novamente com o reinício da franquia ‘Star Trek’.

O filme estrelou não só Tom Cruise, mas também Ving Rhames, Keri Russell (uma atriz que trabalhou sob Abrams em Felicity e agora está de volta à moda graças à série ‘Americans’, o falecido Philip Seymour Hoffman, Laurence Fishburne (Morpheus na saga Matrix), Billy Crudup, Jonathan Rhys Meyers, Maggie Q (Nikita), Michelle Monaghan, Carla Gallo e Simon Pegg, o ator não deixou a franquia ‘Missão Impossível’ desde então e nós o veremos novamente em ‘Nação Secreta’.

Em ‘Missão Impossível III’, encontramos Ethan Hunt, aposentado do serviço ativo e comprometido com sua amada Julia (Michelle Monaghan). Mas quando um dos agentes que ele treinou é raptado, ele tem que voltar à acção. Ele deve confrontar Owen Davian (Philip Seymour Hoffman), um indivíduo sem escrúpulos que trafica armas e informações.

Sem dúvida esta nova entrega foi um bom incentivo para os fãs recuperarem a ilusão de ver mais filmes de ‘Missão Impossível’, um filme muito bem dirigido por Abrams que serviu de trampolim para o seu trabalho posterior. Além disso, ele nos deu novamente um bom filme de espionagem e algumas cenas de ação impressionantes.

Curiosidades:

Entre as curiosidades em torno do filme está que David Fincher (The Fight Club) foi a primeira escolha para dirigir o filme, mas rejeitou a oferta para produzir “The Masters of Dogtown” e dizer as más línguas que para as diferenças com Tom Cruise. A trama em que Fincher estava trabalhando era o tráfico de órgãos e partes humanas na África. Alguns dos atores que em algum momento estavam envolvidos eram Carrie-Ann Moss ou Kenneth Branagh, o ator ia interpretar o vilão do filme, mas devido a contínuos atrasos e problemas de programação tiveram que abandonar o projeto.

Não há 3 sem 4. Chega o “Protocolo Fantasma

Em 2011, o ‘Missão Impossível: Protocolo Fantasma’ será lançado. Com a franquia revitalizada pela J.J. Abrams esperava uma quarta prestação, embora mais uma vez esta tivesse de esperar devido a alguns contratempos do seu protagonista, que não conseguiu deslumbrar a bilheteira com filmes como “Lions for Lambs” ou “Valkyrie” e cujo último papel tinha sido em 2008 com o personagem da produtora de cinema na comédia “Tropic Thunder”, teve que lançar em 2010 o filme ‘Night and Day’ com Cameron Diaz para que, dependendo dos resultados disso, chegasse ou não a nova parcela de ‘Missão Impossível’, felizmente para Cruise e fãs da saga este foi um sucesso. Embora aqueles que esperavam que J.J. Abrams voltasse a dirigi-lo tenham ficado surpreendidos quando ele não pôde assumir a direção de ‘Super 8’ e foi substituído pelo seu bom amigo Brad Bird, o diretor de filmes como ‘Os Incríveis‘ ou ‘Ratatouille’ estreou na direção com atores reais e em um filme de ação! Para alívio dos fãs, o trabalho de Bird superou o de seu antecessor que tinha o roteiro de Christopher McQuarrie, responsável por ‘Nação Fantasma’.

Além de Cruise, o filme traz Paula Patton, Jeremy Renner (Gavião em ‘Os Vingadores’), Simon Pegg (que repete o papel), Michael Nyqvist, Anil Kapoor, Léa Seydoux, Josh Holloway, Vladimir Mashkov, Tom Wilkinson, Samuli Edelmann, Ivan Shvedoff, Miraj Grbic, Ving Rhames e Josh Holloway (perdido).

Em “Missão Impossível: Protocolo Fantasma”, Ethan Hunt é libertado de uma prisão de Moscovo depois de um dos líderes de uma equipa do FMI ter sido morto para que ele liderasse a missão, que não é outra coisa senão procurar informações de um terrorista cujo nome de código é Cobalt. Para isso, ele deve infiltrar-se no Kremlin, mas durante a missão eles percebem que não estão sozinhos e que o Cobalto não só o venceu ao soco, mas também explodiu uma bomba que destrói metade do Kremlin. Hunt e sua equipe são acusados pelos russos de terrorismo e o governo dos EUA é forçado a ativar o protocolo fantasma e dissolver o FMI. Hunt terá que parar sem o recurso do governo ao Cobalto, que pretende provocar uma terceira guerra mundial entre os EUA e a Rússia; e no processo provar mais uma vez a inocência dele e de sua equipe.

Curiosidades:

O personagem de Brandt (Jeremy Renner) que se repete em ‘Secret Nation’ foi criado especificamente para substituir Ethan Hunt quando Tom Cruise decide deixar a série. Apesar de ver o carisma de Renner sozinho, a coisa é realmente complicada, já que eles também tentaram com a saga Bourne e ela não funcionou.

A cena com Ethan Hunt no hotel muito alto de Dubai foi filmada pelo próprio Tom Cruise sem nenhum duplo ou especialista, fazendo com que a equipe e acima de tudo o seu diretor Bran Bird mordesse as unhas.

Bem, e tudo isto é certo, deixei mais de uma coisa no tinteiro e muitas das curiosidades que rodearam os quatro filmes, mas convido-vos a completar o artigo partilhando os vossos conhecimentos sobre a saga sob a forma de um comentário.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad