2019 é o ano que tem de unir todos os fãs da Guerra das Estrelas.

Há muitas pessoas que gostam dos novos filmes da Guerra das Estrelas, mas também há muitas outras que não estão convencidas. As coisas são frequentemente divididas entre fãs de longa data e fãs mais novos. Outra forma de dizer é que aqueles que gostavam do Rogue One e aqueles que gostam da nova trilogia não concordam. Embora haja opiniões para todos os gostos. Mas já falei com muita gente, e aqueles que me dizem que ficaram desapontados com O Despertar da Força e O Último Jedi, não estão ansiosos pela Guerra das Estrelas 9. Mas tudo isto pode mudar.

Eu respeito todas as opiniões, não entendi quando vi o Episódio VIII que as pessoas riam no cinema de coisas que me pareciam ser uma falta de respeito pela saga. Mas mesmo assim, a opinião dessas pessoas é tão válida como a minha. Por enquanto, há apenas uma verdade inquestionável, há uma grande divisão entre os fãs. E 2019 tem a missão de fazer toda a gente feliz. Será que vai ter sucesso? O meu dinheiro está nele. Eu acredito em J.J. Abrams e acredito em Jon Favreau.

J.J. Abrams aprendeu com o filme Star Wars, The Awakening of Strength.

Em 2015 pudemos ver o Episódio VII e houve algumas declarações muito interessantes do realizador um mês antes do filme ser lançado. Ele mais ou menos disse, que tinha criado um HYPE (expectativa) exagerado e que eles tinham tantas idéias que no final ficaram com as mais práticas. Se revirmos o roteiro, é muito parecido com Star Wars: A New Hope (1977). Também deixou muitas perguntas para serem respondidas. Naquele momento ele já disse à Disney / LucasFilm que não tinha tempo para fazer o próximo para 2017. Então ele trabalhava como produtor. Algo que ele se arrependeu meses depois. A testemunha foi levada por Rian Johnson e insistiu em fazer o filme à sua maneira. O que significa que ele seguiu o que tinha planeado no anterior.

Se você vê os dois filmes seguidos, você percebe que eles não seguem a mesma linha. Em todo este processo Colin Trevorrow (Mundo Jurássico) deixou de ser o responsável pela nona parcela e pelo encerramento da trilogia. Diferenças criativas ou ele percebeu que o que pensava para o último filme não condizia com o que pensava para o oitavo. Nunca saberemos realmente. A única coisa que é certa é que J.J. Abrams tomou as rédeas da saga novamente e estará no comando da Guerra das Estrelas 9.

Han Solo pagou pela raiva dos fãs do Star Wars.

Além do fato de que havia muitos problemas na produção, as pessoas estavam bastante zangadas com o que Disney e LucasFilms estavam fazendo com os personagens. Se você olhar com atenção, Darth Vader, Mon Mothma e Leia parecem a mesma coisa em Rogue One. Chewbacca ou Darth Maul eram muito reconhecíveis. Mas Han Solo não era nada como aquilo a que estávamos habituados. Então este é o primeiro filme da Guerra das Estrelas que pode ser chamado de fracasso. A primeira ordem de trabalhos da Disney foi parar todos os spin-offs e planos para mais filmes. Agora tudo o que lhes resta é confiar em tudo na Guerra das Estrelas 9.

2019 é o ano que tem de reunir todos os fãs da Guerra das Estrelas.

Eles têm uma oportunidade única de fazer o filme que 100% dos fãs querem. Eles já comentaram que estão espantados com o que J.J. Abrams está a pensar. Também, um mês antes da estreia da série de The Mandalorian, criada por Jon Favreau. Ambas as produções têm uma única missão, a de que todos os fãs estejam satisfeitos. Eu sei que é quase impossível. Mas esperemos que eles pelo menos tentem.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad