4 razões pelas quais o DCEU está melhor morto

Nós contamos recentemente e temos que repetir: o DCEU ou Universo Estendido DC morreu como tal. No entanto, os filmes da DC Comics poderiam se beneficiar muito desta morte e estas são as 4 razões pelas quais nós do Cinemascomics.com acreditamos que a Warner Bros. Pictures está certa em parar o universo compartilhado para focar em produções individuais. Dói, sim, mas vai deixar de doer.

O fracasso (não um fracasso de bilheteira) da ‘Liga da Justiça’, ‘Batman vs. Super-Homem: Aurora da Justiça’ e ‘Esquadrão Suicida

Não estamos a falar da bilheteira, obviamente. Se falamos de números de bilheteria, todos os três filmes tiveram um sucesso considerável (alguns mais do que outros). Mas é claro que nem o ‘Batman vs. Super-Homem: Aurora da Justiça‘, nem o ‘Esquadrão Suicida‘, nem a ‘Liga da Justiça‘ conseguiram se conectar com o público em geral. Os três filmes do grupo DC Comics dentro do DCEU foram um verdadeiro fracasso nesse sentido, mostrando as fendas na construção e estabelecimento do universo compartilhado e culminando na ‘Liga da Justiça‘, um dos maiores fracassos na história do cinema super-herói.

O sucesso de ‘Aquaman’ e ‘Wonder Woman

Por outro lado, ‘Aquaman’ e ‘Wonder Woman‘ têm sido êxitos absolutos nas bilheteiras e têm sido bem recebidos pelo público. O filme protagonizado por Gal Gadot no papel de Diana Prince é um marco para o gênero, enquanto o filme de Arthur Curry (Jason Momoa) conseguiu bater todos os recordes e se tornou inesperadamente o maior sucesso da DCEU até hoje. Ambos compartilham o fato de serem filmes independentes da DC Comics, com super-heróis da editora trabalhando sozinhos. Mesmo ‘O Homem de Aço‘ é tido em maior estima do que os três agrupamentos acima mencionados. Este é o caminho que a Warner Bros. Pictures vai seguir agora, o dos filmes solo de super-heróis e sem procurar exclusivamente a ligação total com o resto das produções da franquia.

Não fazia qualquer sentido.

É assim mesmo. Nada que tivéssemos visto fazia sentido. Talvez nos planos originais de Zack Snyder, antes da Warner Bros. Pictures os destruir completamente e não deixar o cineasta trabalhar, houvesse um pouco mais de bom senso e coerência. Mas o que era mostrado no grande ecrã não era coeso com nada e já tinha perdido toda a lógica. Esta franquia de cinco filmes estrelados pelo Super-Homem que Zack Snyder queria acabou se tornando uma confusão de conceitos mistos que nem o cineasta foi capaz de materializar de forma confiável quando estava livre, nem o estúdio permitiu que ele realizasse quando os problemas começaram. O melhor era parar, refletir e começar do zero. O importante para o DCEU não foi a salvação do DCEU, mas a possibilidade de ter grandes filmes estrelados pelos super-heróis da DC Comics.

Era hora de mudar de tática.

Então, a Warner Bros. Pictures mudou as coisas. Mudou a táctica. Recentemente, o chefe do estúdio reconheceu que eles não iriam seguir a linha DCEU como planejado e que o livro de instruções para a criação de filmes no estilo dos Estúdios Marvel e sua bem estabelecida MCU não se aplicaria aqui. Os filmes independentes da DC Comics, como ‘Aquaman‘ ou ‘Wonder Woman‘, iriam ser a tendência predominante para os próximos anos. Por isso, já temos planos de ‘Shazam‘, ‘Joker‘, ‘Wonder Woman 1984‘ e ‘Birds of Prey‘ (isto poderia iniciar uma trilogia estrelada por Harley Quinn, mas seria uma franquia exclusiva dentro das produções).

Talvez assim possamos ter um filme do Super-Homem, do Batman, do Flash e outros personagens da DC Comics por conta própria. Sim, é verdade, é uma pena que as coisas não tenham corrido como queríamos e que o DCEU tenha funcionado como um relógio; é uma pena que o Zack Snyder não soubesse recriar no ecrã tudo o que tinha planeado e que a Warner Bros. Pictures não lhe tenha permitido executar o plano que tinha traçado, e é uma pena que tudo o que tínhamos sonhado tenha sido, no final, um desastre de proporções épicas. Mas afogar-se em lágrimas e desespero, pedir o corte de Zack Snyder da “Liga da Justiça” e negar as provas não vai melhorar as coisas. É hora de aceitar a realidade e dizer que o DCEU está morto, mas que os filmes da DC Comics estão mais vivos do que nunca. Talvez, dentro de alguns anos, seja altura de juntar as peças e dar sentido a tudo isto. Mas essa altura não é agora. Esse tempo ainda não é.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad