7 cenas de sexo chocantes em filmes

Cenas de sexo no cinema transformam alguns momentos cinematográficos em realidades muito claras. Não há nada mais humano do que fazer amor e alguns filmes retratam fielmente esse ato com cenas de sexo memoráveis. Não só devido à dificuldade de filmá-los com dois atores para desempenhar o papel. Mas por causa do erotismo que ambos os personagens exigem.

O arranjo dos elementos, a música, uma carícia, o aspecto… Tudo conta e deve estar ligado. Cada tiro é importante para fazer o momento funcionar e para captar as emoções. Aqui estão as 7 cenas de sexo mais chocantes do cinema. Você pode encontrar mais momentos eróticos neste link.

Secretário (2002)

Dirigido por Steven Shainberg (“Ruptura“) e estrelado por Maggie Gyllenhaal (“The Dark Knight“) e James Spader (“Avengers: The Age of Ultron“). Tem alguns momentos realmente sensacionais e chocantes. Todos eles relacionados com o desejo do protagonista de ser espancado e castigado durante o sexo. Por alguém que também ocupa uma posição profissional e social muito acima da sua.

Amor (2015)

Realizado por Gaspar Noé (‘7 días en La Habana’) e estrelado por Karl Glusman (‘Animales Nocturnos) e Aomi Muyock. Algumas pessoas chamavam-lhe 50 Sombras de Grey para os hipsters. Mas a verdade é que esta história de paixão, jogos eróticos e excessos tem alguns momentos realmente cativantes. Uma pequena jóia entre a multidão que, como um filme, acaba sendo diluída no final.

Diário de uma Ninfomaníaca (2008)

Dirigido por Christian Molina (“La estación del olvido”) e estrelado por Belén Fabra (“El cadáver de Anna Fritz“). Não uma… mas muitas cenas de sexo chocantes que temos neste filme espanhol! Sua qualidade é discutível, mas os momentos eróticos são bem trabalhados e fazem um retrato confiável da doença de que o protagonista sofre.

Infiéis (2002)

Realizado por Adrian Lyne (‘Lolita’) e protagonizado por Richard Gere (‘The Benefactor‘) e Diane Lane (‘Batman vs Superman‘). Se eu tivesse que manter duas cenas de sexo neste filme, seria definitivamente a do banheiro e a das escadas. Capta perfeitamente a essência da personagem feminina da Lane. Uma mulher alienada e atomizada que procura fora de seu casamento por aquela adolescência perdida. E ela encontra-o na personagem de Olivier Martinez (“O Doutor”).

Nove canções (2004)

Dirigido por Michael Winterbottom (‘The Look of Love’) e estrelado por Kieran O’Brien (’24 Hour Party People‘) e Margo Stilley (‘The Trip‘). Adaptação cinematográfica muito gratuita de “Plataforma“, um romance escrito por Michel Houellebecq. Tem cenas de sexo REAL.

O Império dos Sentidos (1976)

Dirigido por Nagisa Oshima (‘Gohatto‘) e estrelado por Ekito Matsuda (‘Doberman Cop‘) e Tatsuya Fuji (‘My Man‘). Isto está escrito sobre ela em Filmaffinity. “Considerado talvez o trabalho de culto por excelência do cinema erótico do mundo. Inspirado em eventos reais que aconteceram no Japão nos anos 30, o filme foi muito controverso desde sua estréia, tanto pelos eventos que conta como pelas cenas de sexo explícito entre o casal protagonista“.

Ninfomaníaco (2013)

Dirigido por Lars von Trier (“Melancolia“) e estrelado por Charlotte Gainsbourg (“Anticristo“) e Stellan Skarsgard (“Thor: O Mundo Negro“). Há pouco mais a acrescentar sobre ‘Ninfomaníaco‘. Lars von Trier levou seus impulsos freudianos e seu gosto por sexo ao limite. Até mesmo a própria Gainsbourg, uma frequentadora regular do seu cinema, acabou por usar o chapéu do cineasta dinamarquês.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad