9 razões para continuar a recordar o Heath Ledger

Filmes De David Lorao2018-01-222018-06-25ShareFoi há

10 anos que ele partiu. Ele. O nosso Joker. Heath Ledger. 10 anos desde que Heath Ledger tirou a sua vida de uma forma trágica e aterradora. No auge da sua carreira de actor. Mas no ponto mais baixo da sua vida pessoal. No final, os actores são pessoas. Mesmo parecendo deuses e estando tão longe das nossas vidas mundanas (mas adoráveis). A vida que escapou do Heath Ledger tão duramente permaneceu para sempre no grande ecrã. Papéis de sonho com uma tremenda qualidade de representação.

E depois há o seu Joker. Aquele Joker do ‘The Dark Knight’ (Christopher Nolan, 2008) que ficou para a posteridade. Um filme que, em termos gerais, pode ser considerado o melhor da história do gênero super-herói. Mas no qual Heath Ledger se pôs literalmente ao serviço do seu personagem. Muito se tem falado sobre como ele se meteu no lugar do Joker. Sobre como ele perdeu o juízo. Que esse papel o consumiu. No entanto, preferimos não fazer suposições num dia como hoje. É por isso que te vamos dar as nove razões para te lembrares do Heath Ledger. Se for possível parar, é claro. Nós da CINEMASCOMICS lembramo-nos dele.

Estas são as 9 razões pelas quais temos de continuar a lembrar-nos do Heath Ledger

1- Por ser o herdeiro de Mel Gibson em “The Patriot“. Aquele filho que segue as pegadas do pai, mas não é como ele. E no final ele cai diante dos seus olhos, dando ao seu pai o último empurrão necessário para fazer sentido a um país prestes a nascer.

2- Por ser Ennis del Mar em ‘Brokeback Mountain‘. E pela sua relação com Jack Twist (Jake Gyllenhaal) e por mostrar ao mundo inteiro que o amor é mais forte que o preconceito. O sorriso mais triste de Wyoming…

3- Todas as tardes na TV com ‘Gentleman’s Fate‘. Um dos seus primeiros papéis em Hollywood, mas um dos mais lembrados. Ao serviço de Brian Helgeland, Heath Ledger tornou-se um dos novos “caras bonitos” da indústria. Um papel que ele nunca tiraria, apesar de todas as suas tentativas.

4- Por Skip Engblom em ‘Lords of Dogtown‘, quem teria dito ao australiano que ele acabaria sendo – na ficção – um dos co-fundadores do movimento patinador?

A sua participação no ‘Im Not There’ é uma das menos lembradas pelo público.

5- Por Robbie Clark em “I’m Not There” (Não Estou Lá) Um drama musical inspirado na vida de Bob Dylan. Um dos filmes menos vistos e reconhecidos pelo público, no qual Heath Ledger participou.

6- Pelo Joker em “The Dark Knight“. Do princípio ao fim. Desde o seu assalto ao banco (“O que não te mata faz-te diferente”) até à sua luta final com o Batman no telhado do edifício (“Sabes, a loucura é como a gravidade. Só precisas de um pequeno empurrão”). Uma lenda que vai viver para sempre. Fogo gravado entre os aleatórios.

7- Por “O Imaginarium do Doutor Parnassus“. Um papel que ele não conseguiu completar, mas no qual se entregou a Terry Gilliam para dar vida ao estilo muito pessoal do cineasta na tela grande. Seus amigos Johnny Depp, Colin Farrell e Jude Law completaram o filme após sua terrível morte.

8- Pelos prêmios que ele recebeu. Oscar de melhor ator coadjuvante. Globo de Ouro para Melhor Ator Coadjuvante. BAFTA para Melhor Ator Coadjuvante. E assim, até ao infinito e mais além. Tudo para o Joker no The Dark Knight.

9- Porque as lendas nunca morrem. E eles serão sempre eternos.

notícias de cinemaShare

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad