A crítica de Django desencadeou: a genialidade de Tarantino

Os filmes de Quentin Tarantino são baseados na homenagem e na reciclagem, um exercício constante na memória e na paixão cinematográfica. Em ‘Django Unchained’, o diretor relê o ‘spaghetti western‘ para se aproximar da espinhosa questão da escravidão nos Estados Unidos. As preocupações fílmicas de Tarantino atingem seu máximo grau de refinamento estilístico em um filme estimulante que brilha por seu domínio narrativo, explosões violentas e pelo humor de marca registrada, vários momentos icônicos e um elenco notável. Um génio ‘tarantiniano’ e, ao mesmo tempo, uma das suas obras mais pessoais.

Sem cair em ‘spoilers’, ele conta a história (com subtons românticos) de Django (Jamie Foxx), um escravo negro que é associado a um caçador de recompensas alemão (um brilhante Christoph Waltz) que mais tarde o ajudará a resgatar sua esposa das garras de um senhor do sul (Leonardo DiCaprio). Tarantino transforma o excesso numa virtude narrativa: ele sabe o que quer contar e para onde tem de ir, uma viagem que faz com calma e sem que o interesse do espectador diminua. Django Unchained’, que dura 165 minutos, tem três partes diferentes, incluindo o seu habitual ‘alívio cômico’, surpresas e momentos de fúria.

Devido ao seu tema, o filme gerou controvérsia nos Estados Unidos (alimentada pelas declarações do diretor Spike Lee). É um jogo politicamente incorreto, mas dentro desses parâmetros não frivoliza a escravidão. Pelo contrário, ele olha de forma crítica para o passado turbulento da América através da caricatura ou da estupidez branca. E o sofrimento do personagem de Kerry Washington, a esposa de Django, representa o sadismo dessa sociedade.

Quanto ao elenco principal, todos eles têm momentos para se exibir, embora Waltz ‘come’ seus companheiros de equipe em cada avião e mostra sua simpatia pelo Tarantino. Além das alegadas discordâncias com o diretor, DiCaprio desfruta de seu papel de proprietário de terras sofisticadas e a Foxx, após algum tempo, renasce de Tarantino e tem sucesso em seu papel de herói. Preste atenção à sua evolução ao longo do enredo. O elenco inclui numerosos “cameos”, nem sempre fáceis de detectar.

O melhor: um roteiro redondo, a iconografia e o elenco principal, com Waltz e DiCaprio à cabeça.

A pior parte: os juros nunca diminuem, mas as filmagens são volumosas.

De 1 a 10, damos-lhe um 9.

Aqui está uma característica interessante com comentários dos personagens principais.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad