A Record não tem limites na nova temporada de Os Dez Mandamentos – Coisas De TV

Ontem (04) rolou a estreia da ~segunda temporada~ de Os Dez Mandamentos e descobrimos que a Record, ao contrário dos municípios brasileiros, não sabe o conceito de limite para aplicar em sua própria dramaturgia. As notícias sobre a novela são tão absurdas que eu precisava aparecer aqui para esmiuçar um pouco tanta situação estranha.

Para começar, o próprio fato de ser uma novela de temporadas já é um pouco contra o jeitinho brasileiro de se fazer dramaturgia. “Ah, mas Fábio, já tivemos outras novelas com temporadas no Brasil!” você vai dizer, mas aí lembrará que temos como exemplo versões nacionais de novelas gringas (como Chiquititas e Floribella) e as próprias novelas da Record, como é o caso da trilogia surrealista Os Mutantes.

Falando em surreal, o que dizer dessa novela que se chama “Os Dez Mandamentos” e terminou sem mostrar as benditas tábuas? Pois é, porque no final da primeira temporada tivemos Moisés metendo o louco no povo que procurava a Terra Prometida e quebrou o bagulho enviado por Deus, fazendo com que a novela terminasse sem que o título fosse justificado. Mas essa nem foi a ideia mais de jerico que a emissora teve, afinal eles pensaram “que tal se a gente mudar todo o método de produção de dramaturgia, terceirizando tudo, no meio da novela?”. Claro que isso rendeu atrasos mil e a necessidade de reprisar todo o acervo bíblico da emissora que já foi mais reprisado que os episódios de Todo Mundo Odeia o Chris.

recorde-os-dez-mandamentos

Pois bem, ontem rolou a estreia e a lista da falta de limites da Record continuou, mas em alguns casos positivamente. Isso porque, segundo dados preliminares, a segunda parte de Os Dez Mandamentos deu 18 pontos de audiência, um número excelente para o horário. Para se ter uma ideia, a primeira temporada estreou com 12 pontos! Haja público para continuar acompanhando a epopeia de Moisés pós-derrota do constipado imperador Ramsés.

Eu achava que a segunda parte não iria tão bem porque, além das reprises, não haveria nenhum grande acontecimento que motivasse o público a ver a novela. Na primeira parte a gente estava esperando as pragas do Egito e a abertura do Mar Vermelho, mas e agora? Bem, qual não foi a minha surpresa ao ver na coluna do Fefito um spoiler (ok, não é surpresa ver spoiler na seção dele do jornal) contando que na segunda temporada de Os Dez Mandamentos veremos Moisés dando mais um piti e usando seus poderes divinos para ABRIR A TERRA E TRAGAR TODO MUNDO QUE FICA DE MIMIMI SOBRE A PROCURA DA TERRA PROMETIDA. É praticamente um prequel do desfecho feito por Janete Clair na novela Anastácia a Mulher Sem Destino!!!!

Por isso eu digo, caros leitores, falta um pouco de limite na Record. Seja em bom senso da emissora para se planejar decentemente quanto na cabeça da Vívian de Oliveira para escrever a novela.

Share this:

Curtir isso:

CurtidaCarregando…

Relacionado

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad