Análise e ovos de páscoa do trailer final de ‘Logan

Logan’ já tem um segundo trailer. A última e definitiva antevisão da despedida de Hugh Jackman como Wolverine, depois de duas décadas como Wolverine. Permitiu-nos ver mais do uso cinematográfico de Laura Kinney (X-23). Mas também um pouco mais de imagens tanto do ‘Logan’ como dos personagens principais: Wolverine, X-23 e Professor X. Graças aos quadros capturados pelo Coming Soon, vamos analisar o trailer de uma forma exaustiva. Mas, primeiro, vamos vê-lo mais uma vez antes de entrarmos em detalhes.

Análise de Logan, quadro a quadro

A primeira coisa que vemos no trailer de ‘Logan’ é o aparecimento de Laura Kinney (X-23). Esta jovem e presumivelmente doce personagem feminina é o oposto. Ela não sabe como se comportar ou ninguém lhe explicou como o fazer. Estamos a falar dos limites morais ou legais de um ser humano. Embora nessa distopia futurista e pseudo-apocalíptica tenham pintado em ‘Logan’… Qualquer um sabe o que é certo.

Nesses, o Wolverine parece dizer: “Tu não fazes isso.” Tudo muito paternal.

Mas claro, Wolverine é Wolverine… E ele rouba o seu tabaco e charutos.

Depois desta cena, o início do trailer com o logotipo da Marvel. A música de Kaleo “Way Down We Go” começa a ser ouvida em segundo plano. Vamos deixá-lo aqui para você ouvir:

Aqui está um dos momentos mais hilariantes do trailer ‘Logan’. Vemos o Hugh Jackman a segurar algumas bandas desenhadas da X-Patrol. E ele diz: “Ela é uma grande fã dos X-Men. Metade disto é uma mentira. E o resto é metade. No mundo real, as pessoas morrem.” O Wolverine ainda é o cínico habitual:

Depois disto, Wolverine e Charles Xavier discutem no trailer Logan. O personagem de Patrick Stewart insiste. “Logan… Logan”, diz ele. “Eu não quero falar sobre isso. Pare com isso”, responde Wolverine. E o caos segue-se. Os estranhos aparecem para procurar a rapariga. “Eu quero ver a rapariga”, eles ameaçam. Mas o Wolverine confronta-os. “Que rapariga?”, responde ele. E acaba como acaba…

Mas Laura Kinney sabe cuidar de si mesma. E isto é o que acontece quando se enfrenta o X-23:

Qual é a impressão do Wolverine depois de ver isto? Bem, o que lhe sai da alma:Grande merda.” Sem dúvida, querido Logan. Olha para a cara dele:

Laura Kinney (X-23) provavelmente trabalha como uma clone feminina de Wolverine

Algo que é reafirmado pelo próprio Charles Xavier. “Ele é como tu. É o seu retardado vivo”, ele zomba. Mas isto é mais uma menção directa à verdadeira origem do X-23. Quero dizer, sendo um clone do ADN do Wolverine, mas numa versão feminina. “Ele precisa da nossa ajuda”, insiste Xavier. O cinismo de Logan está de volta ao foco: “Alguém virá.” “Alguém já veio”, responde o Professor X, referindo-se ao próprio mutante.

Mas o que é interessante nesta pré-visualização é a “familiaridade” que é necessária num determinado momento. Uma espécie de rota de fuga para o protagonista. A saída após uma vida de violência, sofrimento e morte. “A vida é assim. Você tem entes queridos. Um lar. Devias parar por um bocado e viver. Ainda há tempo”, diz Charles Xavier. Mas com o Logan, isso é demasiado complicado.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad