Batman vs. Super-Homem, tudo errado. TUDO DROGADO!

ESTE ARTIGO CONTÉM SPOILERS.

Ontem pude ver a estreia de ‘Batman vs. Super-Homem: Aurora da Justiça’, fomos vê-la, 6 pessoas com os nossos gostos, as nossas opiniões e o nosso conhecimento de banda desenhada e filmes totalmente diferentes, obviamente há sempre pontos em comum e há sempre discrepâncias.

Quando saímos do filme Batman vs Super-Homem ninguém gostou de mim, saímos todos chateados, atirando sapos e cobras pela boca fora. Há cerca de um mês, a gerência da Warner ficou muito nervosa e começou a dizer que queria expulsar Zack Snyder dos próximos filmes. Mas é claro que eles não podiam fazer isso antes do lançamento porque isso confirmaria que o filme era ruim, mas agora há mais de um que está orando para que os números das bilheterias não sejam baixos. Fala-se que se eles não chegarem a 1 bilhão será um fracasso, especialmente porque era isso que eles queriam gastar nos dois filmes da Liga da Justiça. Mas esse número não é tão fácil de alcançar, filmes como ‘Captain America: The Winter Soldier’, ‘X-Men: Days of the Future Past’ ou ‘Guardians of the Galaxy’ não chegaram a 800 milhões, eles esperam fazer 1000 com este, realmente, com este lixo. Eles têm cabeças para rolar.

Você tem que admitir que se você é um fã de quadrinhos, estamos esperando há muito tempo por este filme, Batman e Super-Homem são dois dos personagens mais conhecidos e amados, já vimos muitos confrontos, já lemos como eles se ajudam um ao outro, como se observam e como confiam um no outro enquanto desconfiam um do outro. Então quando o filme foi anunciado, era um momento esperado, para não dizer histórico, que o diretor era Zack Snyder criou dúvidas, já tivemos o Super-Homem aceito e que o Batman era Ben Affleck foi recebido com surpresa e rejeição, mas pouco a pouco o aceitamos. Então o primeiro trailer apareceu e criou um ceticismo. O segundo trailer chegou e nós gostamos muito, além disso, havia vozes dizendo que a melhor parte seria a parte do Batman e que Ben Affleck era ótimo. Então começamos a ficar animados, o terceiro trailer chegou bem legal, e algumas cenas bem chocantes saíram. As expectativas eram altas, embora houvesse sempre uma nuvem negra no horizonte.

As primeiras reacções das estreias vieram e colocaram-no no telhado, todos os nossos medos, tudo o que temíamos sobre Zack Snyder foi dissipado, mas no dia da estreia vieram as primeiras críticas e foram devastadoras. Então você se vê com a dúvida, acredito que os críticos ou os fãs, a idéia de que Zack Snyder tinha feito um filme ruim estava voando por aí. Mas bem, você ainda vai ao cinema às 22h com todo o seu entusiasmo e pensando que é impossível com tudo o que eles têm, um bom elenco, 250 milhões de orçamento, um roteiro revisado 20 vezes e dois dos melhores personagens da DC Comics podem fazer um filme ruim. Zack Snyder apodrece no pior dos infernos.

Você quer me dizer que de todas as pessoas que leram o roteiro do Batman vs. Super-Homem antes de filmar, ninguém pensou em dizer: “Os sonhos premonitórios do Batman são uma besteira“. A primeira vez que vemos o jovem Bruce Wayne, ele voa… Está bem, é um sonho, e pode ser um sonho bom, mas era realmente necessário. A sério, nunca ninguém pensou em abordar a dor e o trauma deste personagem de outra forma, ele teve que voar para longe e ir para a luz. Os sonhos do Batman quebram o filme, porque quando eles saem você diz: O que você está me dizendo? E então você pensa: “Ok, é um sonho… Guarde-o, coloque alguns flashbacks de sua infância, algo do Joker, por exemplo, e é isso. Todos nós teríamos saído menos chateados. Os sonhos só são bons para nos dizer o que está para vir. Mas não queremos saber disso, queremos aproveitar o que estamos vendo agora, o que veremos em 2017 e 2019 na Liga da Justiça, há muitas maneiras de abordar isso sem colocar o superpoder da premonição no Batman. O que também serve apenas para gerar dúvidas. O filme avança e eles começam cenas individuais seguidas com um desbotamento negro, isso é um recurso que pode ser usado em algum momento, na terceira ou quarta você acha que há um inepto atrás que não sabe como contar as coisas. Então você tem Hans Zimmer, o maldito Hans Zimmer o melhor compositor atual, junto com seu colaborador Junkie XL, outro muito bom, você ouve a trilha sonora online e é bastante poderosa, especialmente a música “Their War Here”, que levanta os espíritos de um homem morto, eles a colocam no início quando Bruce Wayne assiste impotente à luta entre o Super-Homem e o General Zod como um prólogo, mas eles a colocam tão baixa e os sons de destruição e carros derrapando tão alto, que você não gosta dela. Eles realmente tiraram o melhor trabalho do compositor, porque se for possível. A trilha sonora só soa poderosa quando a Mulher Maravilha aparece. O resto de nós só ouvimos explosões.

O filme continua a progredir, o ritmo é felizmente rápido, mas há cenas infelizes, como a explosão no julgamento ou o Super-Homem descendo uma montanha e de repente conhece seu pai interpretado por Kevin Costner e lhe dá alguns conselhos de merda. Mas o que é isso, que aberração de roteiro é essa. Isso era mesmo necessário. O tipo que escreveu sobre o pai do Clark Kent ter o dedo cortado.

O Ben Affleck está bem como Batman?

Eu pessoalmente não gostei, há pessoas que dizem que está tudo bem, todos que pensam o que querem, mas este Batman não é o homem mais perigoso, não é inteligente, é um bruto que age por impulso, na luta final, é inútil, é inútil, fica observando. Ben Affleck tem a sua cara de tristeza, mas de não atormentar nada. O bom dele é que faz um bom casal com Alfred (Jeremy Irons), mas o resto, ele não é bom para nada, ele deveria estar aposentado de ser um vigilante, mas não está muito claro, além da mansão do Wayne estar queimada, vamos ter que ver isso em um filme, será uma prequela a isso. Bem, não sei se o quero ver. Porque em vez de explicar bem as coisas e seguir em frente você deixa coisas para trás, que você se dignará a explicar ou não, deixando algumas lacunas no roteiro do Batman vs. Super-Homem que poderiam ter sido salvas ao contar bem as coisas.

O plano absurdo de Lex Luthor.

O filme é baseado em duas coisas, uma é o sonho premonitório do Batman de que já falamos e a outra é o plano da marca ACME de Lex Luthor, onde você pode ver que vai explodir na cara dele. Todos sabem que isto vai acabar mal, excepto ele, claro.

O plano começa: Baseado no facto de Lex Luthor conhecer desde o início a identidade secreta do Batman, Super-Homem, Mulher Maravilha e o resto dos meta-humanos (Cyborg, Aquaman e Flash), o que ele quer é colocá-los um contra o outro. Ele realmente se vê como o único capaz de parar o Super-Homem, por isso ele tem um plano. Por um lado ele quer picar o Super-Homem e o Batman separadamente, por isso ele ataca Lois Lane e prostitui um pobre homem numa cadeira de rodas que trabalhava para Bruce Wayne. Ele descobre que a Kryptonite nos destroços da nave kryptoniana pode ferir o Super-Homem, então ele procura no mundo por vestígios desse material e tenta trazê-lo de volta para os Estados Unidos, mas também deixa o Batman roubá-lo, assim como todos os dados metahumanos, Bruce Wayne como espião James Bond entra numa festa todo vestido e com o seu enorme tamanho e grandes costas consegue entrar calmamente através das cozinhas do local para alguns servidores de computador onde estão todos os dados mais secretos do mundo e liga um jalopy, não um pequeno gadget tecnológico mas um jalopy que precisa de 7 minutos para copiar a informação, deixa Lex Luthor deixá-lo roubá-la, ele faz parte do plano, da mente criminosa mais poderosa do mundo, ele espera que eu me ria.

Além disso, ele vai trazer Clark Kent para a festa como repórter para que ele possa saber a identidade do Batman porque o ouve falar com Alfred. A coisa não acaba aí porque como já mencionamos ele também deixa o Batman roubar a Kryptonite para fazer armas, com o objetivo de que eles se destruam uns aos outros, então ele faz com que eles se confrontem raptando a mãe do Super-Homem dizendo a ela que ou ele mata o Batman ou ela morre, este vai pedir ajuda ao Batman, embora ele o receba com sua armadura e lhe dê uma boa surra, antes de matá-lo ele diz: “Martha” é o nome da mãe dele, ou seja Martha Kent, que também é o nome da falecida mãe de Bruce Wayne, ou seja Martha Wayne. E a última palavra que o pai dele diz quando morre, Oh meu Deus, um mestre do roteiro nos dá uma super reviravolta! Então Lois Lane que chega a tempo convence-o a ajudar-se mutuamente e eles tornam-se amigos, sem mais nem menos. Mas claro que o plano do Lex era entretê-los o tempo suficiente para que a mistura que ele faz entre o ADN do General Zod e o seu próprio ADN kryptoniano ganhasse vida. Foi assim que nasceu o Doomsday… Quer dizer, o seu plano genial resume-se a dar ao Batman as pistas e a dar-lhe a Kryptonite, pondo-as umas contra as outras para lhe dar tempo para criar um monstro que explodiria tudo. Isto é, se ele conseguir matar o Super-Homem, considerado quase um Deus e em seu lugar prevalecer o Juízo Final, a coisa só irá para o Mas. É um plano ridículo que não pode funcionar, como se o coiote criasse planos estúpidos para apanhar o roadrunner. Ele também pensa que é seu pai porque usa seu DNA, mas o bicho não está em posição de raciocinar, o que leva à batalha épica do Doomsday que usa a energia para criar explosões, contra a Trindade, o Super-Homem, a Mulher Maravilha e o Batman que fica parado enquanto os outros lutam.

Tudo isso leva a um ponto e é que se a Liga da Justiça precisa se reunir, não haverá problema, já que Batman tem premonições e diz que precisará da ajuda dos meta-humanos e eles virão sem hesitação. Eles não poderiam fazer um filme onde Batman veria os rostos do Super-Homem pela primeira vez e eles teriam um conflito, eles tinham que nos apresentar a toda a Liga da Justiça de uma forma infeliz, que sim, queremos vê-los todos juntos, mas haverá tempo para isso. Que mostrar-nos os arquivos teria sido suficiente, que eles pudessem enfiar os seus sonhos.

Há um momento muito infeliz no Batman v Superman que mostra que há pouco talento, quando Batman decifra os dados que ele vê a foto da Primeira Guerra Mundial onde está a mulher misteriosa, que mais tarde será descoberta como a Mulher Maravilha, tudo bem até agora que eles enchem a enorme tela com essa foto, bem, eu aceito isso. Mas então ele passa a informação para ela, para a própria Mulher Maravilha, e ele abre a mesma foto novamente e a deixa lá por um tempo, porque já a vimos. Para que nos possas mostrar outra vez. É uma tolice, mas é uma forma de dizer as coisas que mostra que não se tem talento, mostrá-lo em pequeno ou desfocado na primeira vez, deixar-nos com o desejo e na segunda vez tudo está bem e grande, mas não… Mesmo esse detalhe é um exemplo claro de como tudo é mal feito.

E agora, o que fazemos?

A Warner e a DC Comics têm um problema muito sério, o filme é um desastre, o filme que está destinado a ser a base de todo o seu universo cinematográfico é lixo infectado, o que vão fazer? Vão continuar a confiar no Zack Snyder? Nem pensar, eles não lhe podem dar mais filmes, mas não filmes de super-heróis ou algo do género. Nunca mais. Então acho que eles já têm seus roteiros e tudo pronto para o que está por vir, se um novo diretor entrar com dois dedos no ar, não seja George Miller (“Mad Max: Rage on the Road”), David Ayer (“Suicide Squad”) ou qualquer outro meio decente, provavelmente leia o que eles estão planejando e já viram este filme e dizem que tudo tem que ser mudado. Porque qualquer coisa que cheire ao Zack Snyder já não serve para nada. Não estou a falar de um reinício, mas de uma lavagem facial. Está

tudo isso perdido?

Nem tudo está perdido, se os caras que governam a Warner são decentes e sensatos, ainda têm dois trunfos, um é ‘Suicide Squad’ e o outro é o filme de ‘Wonder Woman’, que é quase o único que não queimou muito com sua aparência. Se eles pensarem bem nas coisas, podem tirar-nos desta espiral de ódio em que nos meteram. Para que conste, há pessoas que gostaram, então se você está lendo isso você já viu o filme Batman vs Super-Homem, espero que nos deixe sua opinião nos comentários.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad