Batman vs Superman ainda é um cânone em Wonder Woman 1984

DC Comics FilmsBy Cinemascomics2020-04-202020-04-20ShareDespeito do fato de

que os lançamentos mais recentes do Universo Estendido DC parecem estar se distanciando dos anteriores, Batman v Superman: Dawn of Justice 2016 ainda é considerado canônico no que diz respeito à próxima Wonder Woman 1984

.

Citando a revista Empire, o analista da indústria cinematográfica Luiz Fernando tweeted para confirmar que a Wonder Woman 1984 segue a continuidade estabelecida em Batman v Supermany que se mudou para a Wonder Woman 2017. Segundo Fernando, em 1984, Diana Prince ainda “trabalha no Museu Smithsonian para rastrear qualquer elemento perigoso ou místico, e vive no complexo Watergate, onde ela tem uma visão em qualquer direção em Washington e pode monitorar o governo dos EUA”.

Após o lançamento da Liga da Justiça de 2017, que atingiu os cinemas cinco meses depois da Wonder Woman, a Warner Bros. começou a desfatizar o seu universo de filmes DC partilhado, permitindo que filmes como Aquaman, Shazam! e Birds of Prey tivessem uma sensação mais independente para o Universo partilhado. No entanto, sendo a Mulher Maravilha uma das poucas personagens dos primeiros tempos do DCEU que ainda é um membro ativo da lista, faz sentido que o estúdio mantenha essa continuidade. Ainda assim, os fãs de DC e Wonder Woman terão de esperar um pouco mais para ver 1984, pois o filme será adiado de junho para agosto (se não mais) como resultado da situação do Coronavírus (COVID-19).

Dirigido e co-escrito por Patty Jenkins, Wonder Woman 1984 estrela Gal Gadot, Chris Pine, Kristen Wiig, Pedro Pascal e Natasha Rothwell. O filme será lançado nos cinemas no dia 14 de agosto

Batman v SupermanDC ComicsWonder WomanSharePublicação anteriorPublicação seguinte Como sempre me senti atraído pelo desenho, pelos quadrinhos e especialmente pelo cinema, a culpa deste hobby é “Star Wars: Episode IV”, fiquei fascinado com o grande número de naves que apareciam nele e o mundo inteiro criado por George Lucas, a cena da nave Corellia sendo perseguida por um cruzador imperial que avançava para encher a tela era chocante. A música de John Williams era cativante e fácil de lembrar, e nessa altura já me lembro das minhas colecções de autocolantes e das bonecas da saga. Outra grande influência foram os quadrinhos, em particular as edições do Vértice do Homem-Aranha, The X Patrol, The Avengers, The Fantastic Four, com os quais aprendi a desenhar copiando os desenhos animados de John Romita Sr. e Jack Kirby. Por isso não foi surpreendente que eu acabasse por estudar na escola de artes de Saragoça.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad