CANÍBAL no Festival de San Sebastian e Toronto

CANÍBAL, uma produção de La Loma Blanca PC e MOD Producciones, participará da Secção Oficial da Competição do 61º Festival Internacional de Cinema de San Sebastian. O filme também foi selecionado pelo Festival Internacional de Cinema de Toronto (TIFF 2013) em Apresentações Especiais, uma das seções mais importantes do festival onde acontecem grandes cineastas e importantes estréias da temporada. Toronto, que decorre de 5 a 15 de Setembro, será o palco onde o CANÍBAL celebrará a sua estreia mundial.

Em seu quarto longa-metragem, Manuel Martín Cuenca, uma das vozes mais pessoais e inovadoras da nossa cinematografia, conta uma história apaixonante de amor e suspense estrelado por Antonio de la Torre com a atriz romena Olimpia Melinte. O roteiro de CANÍBAL, escrito por Manuel Martín Cuenca e Alejandro Hernández é inspirado no romance “Caríbal” do escritor cubano Humberto Arenal e fez parte do prestigioso mercado de projetos do Atelier de la Cinéfondation do Festival de Cannes, além de ter sido selecionado pela Cinemart, o mercado de projetos do Festival de Roterdã.

SINOPSE: Carlos é o alfaiate mais prestigiado de Granada, mas também é um assassino de sombras. Ele não tem remorsos, não tem culpa; até que Nina apareça em sua vida. Através dela, ele conhece a verdadeira natureza das suas acções e o amor emerge pela primeira vez. O Carlos é mau, sem se conhecer a si próprio. A Nina é a inocência. E Canibal a história de amor de um demónio.

Manuel Martin Cuenca está satisfeito com a selecção: “Nunca sei qual é o fim do caminho, e também não quero planificá-lo. Eu entendo o cinema como um ato de exploração porque cada filme mede nossa capacidade de aprender e de nos deixarmos surpreender. Caníbal nasceu há 3 anos da mão de “Metade de Oscar” e aceitou o seu testemunho com um desafio: ser uma história de amor construída com a questão do mal. Um filme de intrigas e suspense que colocava um dilema moral. Sinto-me sortudo por o nosso filme ter sido seleccionado para estar em Toronto e San Sebastian, dois festivais que admiro tanto… e, claro, um pouco nervoso, porque o momento da verdade, a hora do público, está a aproximar-se. Mas aconteça o que acontecer, acho que a única coisa que faz sentido é fazer o que você acha que tem que fazer, sem concessões, colocando a sua alma nisso. Espero que Cannibal possa atestar isso.”

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad