Capitão Marvel: Thanos pode ser o vilão escondido do filme.

Thanos pode ser o vilão escondido do filme do Capitão Marvel. A poucas semanas da estreia do filme estrelado por Brie Larson no papel de Carol Danvers, é interessante refletir sobre o que vamos e não vamos ver nos cinemas. No início, sabemos que a Guerra Kree-Skrull será o contexto galáctico em que tanto a protagonista feminina como as personagens secundárias se moverão. Nesse contexto sócio-político, que terá que ser explicado pela primeira vez com simplicidade e clareza dentro dos Estúdios Marvel, Carol Danvers terá que se adaptar e descobrir a si mesma, enquanto, ao mesmo tempo, lida com a parte terrestre que parece uni-la ao nosso planeta. No entanto, será a Guerra Kree-Skrull que o protagonista do ‘Capitão Marvel‘ terá de enfrentar, ou há algo escondido nas sombras, à espera de sair.

Tudo somado: Thanos poderia ser o vilão do filme dos Estúdios Marvel e ser o candidato perfeito para ‘Capitão Marvel’.

A partir do Cinemascomics.com lançamos esta teoria e fazemo-lo a partir das próprias palavras de Thanos em “Avengers: Infinity War” e à espera de “Vingadores: Endgame“. No início do filme, o Titã Louco diz a seguinte frase (que vamos analisar em profundidade): “Eu sei o que é perder, sentir-se tão desesperadamente que você está certo e, no entanto, falhar exatamente assim”. […] O destino vem de qualquer maneira. E, agora, está aqui“. Sim, é fácil assumir que isso se refere ao fato de que Thanos falhou em sua idéia de salvar seu planeta natal, Titã, da extinção que estava destinado a enfrentar. Mas e se não foi? E se o vilão galáctico não estava a pensar naquele fracasso primitivo que fez dele quem ele é? E se ele tivesse uma relação directa com o ‘Capitão Marvel‘?

Seria fácil assumir que Thanos tinha a intenção de coletar as Gemas do Infinito antes. Ele anda atrás dela há muitos anos e conhece-os perfeitamente há muito tempo. Mas será ‘Vingadores: Guerra Infinita‘ a primeira vez que o Titã Louco tentou juntar as pedras cósmicas? Como sabemos? E se ele tentou antes e falhou, assim sem mais nem menos? Faria perfeito sentido para nós vermos no ‘Capitão Marvel‘ um Thanos muito mais impensado tentando juntar as Gemas do Infinito e provocando a Guerra Kree-Skrull ao longo do caminho. Também faria muito sentido para ele aparecer no filme, porque Ronan o Acusador anda por aí e o início da amizade entre os dois vilões (que vimos em ‘Guardiões da Galáxia’) poderia ter acontecido nos anos 90 do Universo do Cinema da Marvel. E, finalmente, faria sentido que Carol Danvers já tivesse derrotado um Thanos menos poderoso e mais impensado do que em ‘Avengers: Infinity War‘ e que, tendo participado das aventuras de Carol, foi por isso que Nick Fury enviou o sinal sonoro (pager) na cena pós-Credit: porque ele já conhece a figura do vilão e porque ele sabe exatamente quem pode derrotá-lo.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad