Carrie Fisher deixou-nos

A atriz Carrie Fisher, mundialmente conhecida por dar vida à Princesa Leia da saga Guerra das Estrelas, morreu hoje terça-feira após sofrer um ataque cardíaco há alguns dias na unidade de terapia intensiva de um hospital de Los Angeles. A actriz tinha 60 anos de idade.

Fisher só vai entrar para a história do cinema por causa do personagem que George Lucas criou. A atriz se colocou no lugar de Leia quando tinha apenas 19 anos de idade, tal era sua fama que nunca poderia escapar de tal popularidade. A Guerra das Estrelas tem sido transmitida de geração em geração e continuará a sê-lo.

Fisher fez sua verdadeira estréia no filme ‘Shampoo’ (id., Hal Ashby, 1975), ao lado de Warren Beatty. Após seu impacto como Leia nos dois primeiros filmes da saga, especialmente ‘O Império Contra-Ataca’ (‘The Empire Strikes Back’, Irvin Kershner, 1980), Fisher intervém em filmes como o hilariante ‘Rascals at Full Speed’ (‘The Blues Brothers’, John Landis, 1980) com seu bom amigo John Belushi, que veio para aconselhá-lo sobre sua vida frenética com drogas.

Depois da trilogia e nos anos 80 a atriz participa com Tom Hanks em filmes como O Homem com Um Sapato Vermelho” (“O Homem com Um Sapato Vermelho”, Stan Dragoti, 1985) e “Não Mata… o Vizinho” (“Os Burbs”, Joe Dante, 1989). Sob Woody Allen ele é apresentado em “Hannah and Her Sisters (“Hannah and Her Sisters”, 1986).

Fisher teve uma vida tão complicada com as drogas e o sucesso, que recolheu parte dela em um livro, que teve sua adaptação cinematográfica, assinando ela mesma o roteiro. Postcards From the Edge ( Mike Nichols, 1990), com um elenco espetacular, é o filme.

Quando o ‘Harry conheceu a Sally… (‘When Harry Met Sally…’, Rob Reiner, 1989) é outro dos famosos títulos em que participou. Há pouco mais de um ano ele trouxe alegria à metade do planeta com o retorno de seu personagem mais famoso em “Guerra nas Estrelas: A Força Desperta” (“Guerra nas Estrelas: A Força Desperta”, J.J. Abrams, 2015). Fisher também terminou a sua participação na sua sequela, ‘Star Wars: Episode VIII’ (Rian Johnson, 2017), e não se sabe como a morte da actriz irá afectar o enredo da saga, mas podemos imaginar…

Há muitos, muitos anos atrás eu queria ser um Jedi e beijar a Princesa Leia. Que a força esteja contigo.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad