CINEMA – Robin Williams regressa. Sentimos a falta dele!

Robin Williams é um grande actor. Quem não o conhece? Acho que pessoas de todas as idades viram pelo menos um filme estrelado por ele. Williams fez tudo: comédia, drama, suspense, infantil, bom, mau, feminino… e até nos fez acreditar que, apesar de sua aparência, ele era uma criança. Eu pensei em escrever um artigo sobre ele porque estou muito feliz em dizer que ele está de volta em 2013 com vários projetos; nós temos Robin por um tempo.

Nasceu a 21 de Julho de 1951 em Chicago (EUA) e ao longo da sua carreira ganhou um Óscar (por “The indomitable Will Hunting”) e cinco Globos de Ouro. Em 1977 Williams fez sua estréia no pequeno telão com a série de comédia ‘Laugh-In’. Um ano depois ele estrelou a série de TV ‘Mork and Mindy’, que o tornou muito famoso nos EUA e também ganhou um Globo de Ouro como o melhor ator de uma comédia de TV.

A sua verdadeira estreia no cinema foi em 1980, com o “Popeye” de Robert Altman. A adaptação do famoso personagem não foi um sucesso, mas fez muito bem a Williams aumentar sua fama e se tornar mais conhecido. Seu próximo filme foi ‘The World According to Garp’ (1982), de George Roy Hill, uma comédia com toques de drama em que ele interpretou um personagem difícil.

Entre 1987 e 1991 atuou em vários filmes e para três deles foi indicado a um Oscar na categoria de melhor ator. O primeiro foi ‘Good Morning Vietnam’ (1987), no qual tocou um locutor de rádio durante a Guerra do Vietnã. O segundo, e um dos mais famosos (na minha humilde opinião não há ninguém que não goste deste filme), foi o mítico ‘Clube dos Poetas Mortos’ (1989), onde entrou na pele de um professor de literatura carismática. E a terceira candidatura veio pelo seu papel de vagabundo em ‘The Fishing King’ (1991), estrelando ao lado de Jeff Bridges.

Em 1991, ele também interpretou Peter Pan em ‘Hook’. Captain Hook’ e, em 1993, a sua facilidade de humor e imitação tornou-lhe possível desempenhar um dos seus papéis mais famosos e engraçados em ‘Mrs Doubtfire (Dad for Life)’. Nos anos 90 ele fez inúmeros filmes, uma lista que inclui ‘Nine Months’ (1995), o famoso ‘Jumanji’ (também filmado naquele ano com as então crianças Kirsten Dunst e Bradley Pierce), que foi um grande sucesso nas bilheterias e com críticos, e a comédia ‘A Cricket Cage’, uma comédia na qual ele foi parceiro de Nathan Lane. Nesse mesmo ano lançou um filme que, talvez porque o vi como uma jovem no cinema, não parei de rir, chorar e assim por diante: é o estranho ‘Jack’, de Francis Ford Coppola. Williams consegue comover o público só de olhar para ela.

No ano seguinte foi o seu ano em que estrelou em “Flubber and the Nutty Professor” e “The Untamed Will Hunting”, pelo qual a Academia finalmente reconheceu o seu grande talento, atribuindo-lhe o Oscar do melhor filme secundário em 1998. Naquela época, ele também estrelou o filme ‘Patch Adams’. O seu desempenho foi mais uma vez muito elogiado (ganhou mais uma nomeação para o Globo de Ouro) e foi um sucesso de bilheteira. Nesse mesmo ano ela também esteve em ‘Beyond Dreams’, um filme que recebeu grandes críticas por suas atuações (apareceram Cuba Gooding Jr. e Annabella Sciorra) e por sua fotografia. El hombre bicentenario’ veio em 1999.

Um dos papéis que me marcou pessoalmente foi sua mudança de registro no thriller ‘Portraits of an Obsession’ (Retratos de uma Obsessão) (2002). Só de pensar nisso, o meu cabelo fica em pé. Também em 2002 foi o vilão da ‘Insónia’, de Christopher Nolan, e na qual coincidiu com Al Pacino e Hilary Swank.

Depois a sua carreira começou a sofrer. Em 2006 participou de vários filmes, incluindo ‘Pés Felizes’, em que deu voz a um dos personagens ou ‘Noite no Museu’. Em 2007 ele foi uma das estrelas de ‘August Rush: The Triumph of a Dream’ com Jonathan Rhys-Meyers e Keri Russell, e em 2009 filmou ‘Two Very Mature Kangaroos’ com John Travolta.

Em 2011 ele repetiu a experiência com a sequência de ‘Happy Feet’.

Este ano foi muito cheio de estreias para Williams: ele apareceu no ‘The Big Wedding’ e agora podemos vê-lo nos cinemas em ‘The Butler’ e ‘The Look of Love‘. Ambas as produções têm um elenco de luxo. Além disso, como mencionei no artigo sobre Sarah Michelle Gellar, em 2013 ele também esteve nas notícias da série de quadrinhos ‘The Crazy Ones’, cujos 22 episódios não foram tão bem sucedidos quanto o esperado.

E quanto às curiosidades e sua vida privada, devemos mencionar que seu primeiro casamento foi com Valerie Velardi, com quem teve um filho, Zachary Pym, nascido em 1983. Nessa época, ele estava acompanhado de controvérsia, pois teve um caso com uma garçonete em 1984. O seu amante processou-o porque o actor não lhe tinha dito que ele tinha herpes e o caso foi resolvido fora do tribunal. Williams e Velardi divorciaram-se em 1988, depois de uma década de vida de casados. Em 1989 ele se casou com Marsha Garcés, a babá de seu filho, quando ela já estava grávida. Como resultado da sua união, nasceram Zelda Rae (nascido em 1989 e com o nome da saga de videojogos da Nintendo) e Cody Alan (1991). No entanto, Garcés pediu o divórcio em 2008 alegando diferenças irreconciliáveis com Williams.

Em 2007, Robert Todd, o irmão mais velho de Williams, morreu de complicações de uma cirurgia cardíaca anterior. Por curiosidade, enquanto estudava na Juilliard, Williams tornou-se amigo íntimo de Christopher Reeve. Depois do grave acidente de Reeve, Williams sempre o animou e o fez rir com piadas constantes.

Como tantas estrelas, o passado de Williams é marcado por problemas com drogas. Entre 1970 e 1980, ele se tornou viciado em cocaína. Em 2006, ele foi admitido em um centro de reabilitação e confessou o seu alcoolismo. De fato, em 2011 ele foi apresentado em um documentário da BBC feito para o Discovery Channel que explicava como funcionam as drogas. Ele também sofreu de problemas de saúde, em particular de cirurgia cardíaca em 2009.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad