Coisas que você pode dizer só de olhar para ela (1999) por Rodrigo García

Coisas que eu diria

só de olhar

para

ela Coisas que você pode dizer só de olhar para ela (1999) * EUA

Também conhecido como:
– “Con solo mirarte” (Argentina)
– “Só de olhar para ela” (México)

Duração: 109 min.

Música: Edward Shearmur

Fotografia: Emmanuel Lubezki

Roteiro e Direção: Rodrigo García

Intérpretes: Glenn Close (Dr. Elaine Keener), Cameron Diaz (Carol Faber), Calista Flockhart (Christine Taylor), Kathy Baker (Rose), Amy Brenneman (Detective Kathy Faber), Valeria Golino (Lilly), Holly Hunter (Rebecca Waynon), Matt Craven (Walter), Gregory Hines (Robert), Miguel Sandoval (Sam), Noah Fleiss (Jay), Danny Woodburn (Albert), Penny Allen (Nancy), Roma Maffia (Debbie)

Um grupo de mulheres no Vale de San Fernando está vivendo um momento crucial em suas vidas, quando devem decidir que caminho tomar para enfrentar seu futuro.

Entre elas está a brilhante Dra. Keener, que vive dedicada ao seu trabalho e ao cuidado de sua mãe idosa, desejando a companhia de um homem com quem possa compartilhar seu sucesso em seu trabalho.

Ela vai pedir à Christine Taylor, uma futurista, para escrever as suas cartas. Ela lhe diz que embora finja ser feliz não é e teme que as pessoas a decepcionem e tem medo de mudanças, o que a impede de ser constante em seus relacionamentos, prevendo que encontrará outro homem diferente do médico por quem está apaixonada.

Rebecca, diretora de uma agência bancária, está grávida, embora não queira ter seu filho, já que o pai é casado, embora por causa de sua idade possa ser sua última chance de ser mãe.

Quando ela conta a notícia ao seu amante, e ele não dá importância ao aborto, ela sai para uma bebida, encontrando-se no bar com Walter, um de seus subordinados, com quem acaba dormindo, embora não queira levar a sua relação mais longe.

A Dra. Kinner vai tratar do seu aborto, encontrando-se totalmente sozinha à saída.

Rose, professora escolar e escritora de histórias infantis, tem um filho de 15 anos, mas ainda é solteira.

Um dia ela percebe que tem um novo vizinho, Albert, que sofre de nanismo, e com quem ela conversa levando-o um dia do supermercado para casa, achando-o muito interessante, e ainda mais quando ela deixa um bonsái na porta dele como presente.

Ela decide retribuir trazendo-lhe uma flor do seu jardim, surpreendendo-o ao dormir na sua cama, e volta para casa sem lhe dar a flor em vergonha.

Christine, a futurista, vive com Lilly, sua namorada, que sofre de câncer, vivendo com grande sofrimento aqueles momentos difíceis ao mesmo tempo em que se lembra de quando se encontrou e dos momentos felizes que viveu.

Kathy, uma inspetora de polícia, vive com Carol, sua irmã, que é cega e ensina crianças cegas. Ela sai com Walter, o funcionário do banco e pai de um de seus alunos, embora ela imediatamente comece a notar como ele não quer mais nada dela, sua filha confirmando que seu pai logo se cansa dos relacionamentos.

Kathy vive muito perto de sua irmã, mas durante a investigação da morte de uma mulher que conheceu quando era jovem e que aparentemente cometeu suicídio, ela conhece um médico legista com quem vai começar a namorar.

Entretanto, Rose recebe a visita de Albert, que traz suas flores.

A Christine perde a amiga Lilly. Entretanto, a Dra. Keener conhece o Walter num bar, depois da sua relação com a Carol ter terminado.

Classificação: 2

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad