Cult Cinema: Pesadelo Antes do Natal (1993)

Hoje no nosso post semanal de filmes de culto, e por causa do Natal, vamos falar sobre o mítico filme Nightmare Before Christmas; deve-se acrescentar que, apesar da crença popular de que Tim Burton dirigiu o filme, este era apenas o seu produtor.

Este filme que nos acompanhou na nossa infância tem um roteiro maravilhoso que trata da história de Jack Skellington, um esqueleto vivo e popular na sua aldeia que se cansou do feriado do Halloween e quer mais, o que o leva a sofrer uma aventura em torno do Natal e seus costumes.

Pesadelo Antes do Natal não só tem um grande enredo, como também a, digamos, “encenação” é para ser admirado, pois tem um grande trabalho para realizar todas as cenas que compõem o filme, lembre-se, para quem não sabe, que para filmar cinco segundos de stop-motion pode ser necessário até uma semana de filmagens.

A idéia principal de Tim Burton para o Nightmare Before Christmas é que o filme seja um filme musical com canções intercaladas na história enquanto acompanhava Jack através de sua passagem do Halloween para o Natal. Bem, o filme não foi relegado a um musical ou a um enredo, pois combinou os dois de uma forma espectacular e criou uma imagem maravilhosa que ainda hoje amamos.

A escuridão ganha vida

Em Nightmare Before Christmas encontramos uma grande variedade de personagens, cada um mais original e sombrio, duas definições que nem sempre vão juntas, mas desta vez vão. Para mencionar algumas das personagens principais, temos a Sally, a boneca de trapos que suspira pelo nosso Jack.

Ou uma das minhas personagens favoritas são as crianças; Lock (um demónio), Shock (uma bruxa) e Barrel (um esqueleto), estas crianças disfarçadas têm uma casa de árvore macabra em frente à colina em espiral e onde Oogie Boogie se esconde debaixo do chão. Este é o antagonista de Jack, o vilão, num filme de vilões e que me fez ter um medo irracional de sacos de batata quando era criança.

É claro que o Nightmare Before Christmas trouxe um novo mundo aos filmes infantis, e não para os tão jovens, este filme tem um 10 em 10 e é que todos os filmes que Tim Burton dirigiu e segue esta linha nos deixaram com a boca aberta e querendo mais. Aqui está a caravana.

Avisem-nos se algum de vocês ainda estiver à espera das histórias dos outros portões da floresta, e o que pensam deste épico filme de culto de Natal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad