Cult films: A explicação de Donnie Darko

Cultos Por Patricia Torres2019-11-232019-11-23Share

Agora saia daqui, porque eu vou explicar Donnie Darko do começo ao fim e, evidentemente, tenho que fazer spoilers.

Como sabem, Donnie Darko é um daqueles filmes de viagens no tempo. Se a primeira vez que tiveres uma cara de feijão quando a vires, não faz mal, vai ser a mesma que a quinta vez. Para compreender este tipo de filmes não é apenas essencial vê-los repetidamente, geralmente o diretor deixa pistas em entrevistas, versões ampliadas… Neste caso, reuni todos eles para que você possa vê-los novamente sem medo de colapsar, mas tenha em mente que para este tipo de filmes não há necessidade de desespero.

O Universo Tangente

Começo com a maior parte do filme, o universo paralelo. Todo o enredo de Donnie Darko gira em torno da criação e destruição de um universo paralelo ou realidade. O filme parte de um universo primário (o nosso universo, aquele que deveria existir) mostrando-nos a cidade de Middlesex e seus vizinhos em 1988. Desde o início sabemos que Donnie sofre de esquizofrenia e que a medicação que toma, ou deveria tomar, o faz sonambular e faz frequentes caminhadas noturnas pela aldeia.

Uma estranha personagem vestida de coelho que responde ao nome de Frank aparece uma noite no jardim da casa de Donnie e o chama para sair. Donnie obedece, salvando-se assim do artefato que estava destinado a acabar com sua vida naquela mesma noite (um artefato de um avião, que mais tarde será indetectável, cai direto no quarto de Donnie).

O momento em que o protagonista escarnece da morte, do universo tangente ou da realidade paralela é criado, da realidade que não deve acontecer. Você vai se lembrar que Frank aponta Donnie para o tempo que resta até o fim do mundo, 28 dias, 6 horas, 42 minutos e 12 segundos. Na verdade, esse é o momento em que o mundo em que Donnie está deve ser destruído, ou seja, a realidade paralela. O universo tangente deve ser destruído para que o primário possa continuar coerentemente no tempo.

As personagens de Donnie Darko

Frank é o personagem que é capaz de viajar livremente no tempo. Ele atua como um fantasma ou espírito que guia Darko no universo tangente, forçando-o a realizar certos atos que destruirão essa realidade alienígena. Ou seja, o fim de Frank é fechar este universo que nunca deveria ter sido criado (ironicamente foi criado por culpa dele para salvar Donnie). A única maneira de fechar esta dimensão é causar o que não aconteceu, a morte de Darko pela queda do dispositivo. Este acidente dará sentido ao universo primário porque é o que estava “escrito” para acontecer.

Este personagem levanta as principais questões que são formuladas no filme: porquê 28 dias, 6 horas…? Porque é o tempo que leva para o artefacto cair de volta ao quarto do Donnie. Porque é que cai de volta? Porque é o Donnie que o desencadeia. Frank guia os atos do protagonista para voltar a esse ponto (onde Darko está na cama esperando a queda da peça do avião). Mais tarde veremos os eventos que permitem que esta situação se repita.

Donnie é o único capaz de destruir a realidade em uma tangente. Como vimos, ele vai precisar da ajuda do coelho Frank, mas só a ele cabe voltar para o universo primário. O seu papel é o mais difícil de toda a história, ele deve assumir a sua morte. Você terá notado que o “medo” é uma emoção recorrente ao longo do filme. É o medo de morrer sozinho que leva Darko a escapar da sua morte original. Lembre-se do que a “Avó Morte” sussurrou a Donnie, “todas as criaturas deste mundo morrem sozinhas“.

O Frank tem a missão de fazer o Donnie aceitar a sua morte. Para fazer isso, ele causa a morte de Gretchen (a menina por quem Darko se apaixona neste mundo paralelo). Neste momento, o protagonista entende o que deve fazer. Se ele provocar a sua própria morte, a realidade paralela nunca será criada, ele não será capaz de encontrar Gretchen e ela nunca morrerá. Esta estratégia usada pelo Frank, chamar-lhe-emos mais tarde “armadilha de garantia”.

Quero dizer, o coelho faz o rapaz e a rapariga encontrarem-se no universo tangente. Rapaz e rapariga apaixonam-se. A rapariga é atropelada. Para que a rapariga não morra, ela só pode voltar atrás no tempo. Se o menino destrói esta realidade, menino e menina nunca se terão conhecido e menina não morrerá.

Ainda estamos no Donnie. Para que ele cumpra a sua tarefa, ele tem de compreender. É por isso que o Frank lhe dá superpoderes. Ele tem o poder de ver o futuro (lanças de água que saem do baú das pessoas), uma força enorme (ele atira um machado para dentro de uma estátua de bronze), e ele pode lidar com água e fogo. Desta forma, ele pode levar a cabo tudo o que o Frank lhe disser para fazer.

Roberta Sparrow, comumente chamada de Avó Morte, é a velha louca que olha para o correio o tempo todo. Ela é a autora do livro A Filosofia da Viagem no Tempo, com o qual Donnie está obcecado porque explica tudo o que está acontecendo (criação de um novo universo, capacidade de viajar no tempo, ser capaz de ver o futuro…). Este livro fornece as chaves fundamentais para a compreensão do filme. Você pode encontrá-lo em uma das mensagens deste fórum.

O livro fala sobre o receptor vivo (Donnie) como sendo designado para guiar o artefato a uma posição para sua viagem de volta ao universo primário, os manipuladores vivos (amigos e vizinhos de Donnie) que ajudarão o receptor vivo em sua missão, e os manipuladores mortos (Frank e Gretchen), que colocarão uma armadilha de segurança para o receptor vivo a fim de garantir que o artefato seja devolvido com segurança ao universo primário.

Não posso continuar por muito mais tempo, por isso escolhi as personagens que considero mais importantes. Além disso, com a classificação que o livro expõe você tem uma idéia da função do resto das figuras da história.

Cadeia de eventos que destruirão o universo tangente

Frank força D. a inundar o instituto → para que D. conheça Gretchen. A enchente também faz com que o louco professor de ginástica chame o famoso terapeuta Jim Cunningham para vir à escola para dar palestras sobre amor e medo.

Frank faz D. encontra a carteira de Cunningham e o obriga a incendiar sua casa →. É assim que ele descobre que era um pedófilo→. O professor de ginástica desmaia e decide ficar na cidade para defender Jim ao invés de viajar para Nova York com o grupo de dança de instituto→. A irmã mais nova de Donnie está neste grupo, Assim a mãe do protagonista será responsável pelo grupo e viajará com eles em avión→ o artefato que definitivamente terminará com a vida de Donnie e toda essa paranóia vem do avião em que sua mãe e irmã viajarão de volta. Quer dizer, foi o Darko que causou tudo. Isto tudo aconteceu em 28 dias, 6 horas, 42 minutos e 12 segundos.

A aeronave de onde o motor é libertado ou o que quer que seja no universo primário não pode ser localizada, porquê? Porque este avião pertence ao outro mundo. Graças a este avião da outra realidade, ele pode ser devolvido ao mundo real. E porque é que o avião não pode ser localizado e a parte pode? Porque passa pelo buraco de verme que liga os dois mundos.

Não posso estender mais, mas espero que isto tenha servido um pouco para entender o filme Donnie Darko. O filme refere-se a muitos filmes e livros que têm a ver com o enredo. Acho que vai ajudar você a navegar na teoria de Einstein sobre os buracos no tempo, mesmo que seja na Wikipédia e no trabalho Dasein do impossível Heidegger.

Finalmente, se você gostou deste tipo de post, aqui está um como ele sobre a explicação de ‘As possíveis vidas do Sr. Ninguém’. Outro novo caso de cinema de culto com mensagens escondidas, estrelado por Jared Leto.

Cult cinemaSharePublicação anteriorPublicação seguinte Humilde amante do cinema que adora os filmes mais controversos e complexos. Vou ajudar a descodificar aqueles filmes que nos trazem de cabeça para baixo, aqueles que deixamos para trás na pasta dos ‘horríveis foguetes’ e aos quais damos sempre um final aberto e confortável. Se você está procurando um cinema de pipoca, que eu não critico de forma alguma, esta não é a melhor seção. Comentaremos filmes de culto, filmes censurados, filmes dirigidos a uma minoria tão pequena que só o diretor e sua esposa os entendem. Como não estou em posse da verdade absoluta, gostaria que comentasse e discutisse comigo as maiores extravagâncias que o cinema tem gerado.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad