James Garner em dez filmes

Recentemente, o veterano ator James Garner faleceu, e no Blogdecine queríamos homenageá-lo com uma daquelas listas de que tanto se fala. Garner começou a ser conhecido pela lendária série de televisão ‘Maverick‘ (id, 1957-1962), mas logo começou a combinar ambos os meios de comunicação. Começou com diretores como Mervin LeRoy, Joshua Logan ou William A. Wellman, e participou de filmes muito lembrados por qualquer fã de cinema.

Aqui está um punhado de filmes com os quais resumir a carreira de um ator que, pessoalmente, eu acho que gostou dos vinhos. Um ator com presença e senso de humor, ele se destacou por sua naturalidade em praticamente tudo o que fez. Não se trata de reunir as suas melhores performances, mas de compilar títulos importantes a partir da sua filmografia.

Slander” (“The Children’s Hour”, William Wyler, 1962)

garnercalumnia.jpg

Remake de Estes Três’ (‘William Wyler,’ 1936), em que o diretor não podia, devido a problemas de censura, ser explícito sobre os temas lésbicos do caso. Com maior liberdade, a história do triângulo amoroso ganha maior significado aqui. Garner dá vida ao terceiro em discórdia, em um de seus primeiros grandes papéis.

The Great Scape’ ( John Sturges, 1963)

garnerscape.jpg

Provavelmente a fuga mais famosa de um campo de concentração da história do cinema, com Garner a juntar-se a um excelente elenco, liderado por um inesquecível Steve McQueen. Cheio de emoção e com um ritmo impecável, Sturges renuncia até mesmo ao triunfalismo tão típico daquela época. Uma alegria para a qual os anos não passam.

Grand Prix’ (id, John Frankenheimer, 1966)

garnerprix.jpg

Um dos maiores sucessos de James Garner como protagonista principal, tanto que ele abriu uma moda de filmes de corridas de carros. Frankenheimer narra com a sua experiência habitual a vida e os amores dos corredores. Elenco internacional incluindo Yves Montand e Toshirô Mifune.

“Hour of the Gun” ( John Sturges, 1967)

garnergun.jpg

Continuação do grande “Duelo dos Titãs” (“Gunfight at the O.K. Corral”, 1957) com Garner no papel de Wyatt Earp, acertando contas com aqueles que tinham sobrevivido ao confronto mítico. Jason Robards como Doc Hollywaday e Robert Ryan como o homem lateral de Garner em um dos westerns menos conhecidos mas inegavelmente interessantes do autor. O ator voltaria ao personagem no inferior ‘Assassinato em Bervely Hills’ (‘Sunset’, Blake Edwards, 1988).

Marlowe, muito detective privado” (“Marlowe”, Paul Bogart, 1969)

garneramrlowe.jpg

O sucesso de ‘Harper, Investigador Privado’ (‘Harper’, Jack Smight, 1965) levou a uma série de filmes do mesmo tipo, thrillers que tocaram com o filme Noir. Este aqui leva o personagem mais famoso de Raymond Chandler e não recebeu críticas muito boas, mas contém momentos inesquecíveis como o confronto hilariante entre Garner e Bruce Lee.

Eles Só Matam Seus Mestres’ (‘James Goldstone, 1972)

garnermasters.jpg

Uma das melhores performances de James Garner em um filme dos anos setenta, não muito conhecido, mas bastante interessante. Após o assassinato de uma mulher grávida, um policial de uma pequena cidade costeira na Califórnia vai lançar uma investigação. Muita intriga, bom timing e… Dobermans.

Victor ou Victoria? (“Victor ou Victoria”, Blake Edwards, 1982)

garnervictor.jpg

Uma das comédias mais famosas de seu diretor, que não significa a melhor, onde Julie Andrews é coroada como aquela mulher que se veste de homem para ter sucesso, com James Garner, dando-lhe uma réplica maravilhosa com um personagem de alguma forma cativante e encantador. Foi uma explosão.

Murphy’s Romance’ ( Martin Ritt, 1985)

garnermurphy.jpg

A única indicação ao Oscar para o Garner de Melhor Ator Principal veio em uma década muito frutífera no cinema para ele. O sempre interessante Martin Ritt conta uma clássica história de amor entre uma mulher divorciada (Sally Field) e um rancheiro. Gentis e sem importância, ele encontra no Garner o seu melhor trunfo, com um carisma avassalador.

At Sunset’ (‘Crepúsculo’, Robert Benton, 1998)

garnertwilight.jpg

James Garner completa um quarteto, também formado por Paul Newman, Susan Sarandon e Gene Hackman, num puro e duro filme Noir, totalmente contra a tendência do final dos anos noventa. Garner dá vida a um policial aposentado que ajuda seu bom amigo Newman na investigação de um caso que está ficando complicado.

Space Cowboys’ (id, Clint Eastwood, 2000)

garnercowboys.jpg

Uma evocação espacial do oeste, Garner fazia parte do quarteto de pilotos veteranos excitados, embarcando na aventura de uma vida. Com um sentimento espetacular com seus companheiros de elenco, Clint Eastwood, Donald Sutherland e Tommy Lee Jones, o ator cria momentos tão emocionantes como quando Eastwood vai procurá-lo em sua paróquia e a presença de seu velho amigo o inspira a proferir um sermão para seus paroquianos adormecidos.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad