Kirk Douglas, dez grandes actuações

A 9 de Dezembro, o actor Kirk Douglas fez nada menos do que 97 anos de idade. Depois de uma temporada de sucesso na Broadway, o diretor Lewis Milestone propõe ser um dos astros masculinos em O Estranho Amor de Martha Ivers” (“El amor extraño de Martha Ivers”, 1946) ao lado de Barbara Stanwyck e Van Heflin. A partir daí, Douglas deixa seu forte caráter e humor impressos na tela através de uma filmografia cheia de filmes impressionantes, e sobre os quais é realmente difícil escolher dez interpretações.

Por isso, para o tornar mais extenso, vamos deixar de lado as suas três nomeações ao Oscar – que, já agora, me parecem muito poucas no caso de Douglas – em ‘The Muddy Idol’ (‘Champion’, Mark Robson, 1949), no papel de um boxeador, ‘Cativos do Mal’ (‘The Bad and the Beautiful’, Vincente Minnelli, 1952) como produtor de filmes implacáveis, e ‘The Red-Haired Madman’ (‘Lust For Life’, Vincente Minnelli, 1956) dando vida a Van Gogh. Três exemplos gloriosos do bom trabalho de um actor conhecido pela sua personalidade enérgica e ideias políticas, assim como por uma vida pessoal muito ocupada. O fato de seu filho ter mais dois Oscars do que ele é uma prova clara do brilho absoluto desses prêmios.

O Trompetista” (“Young Man With a Horn”, Michael Curtiz, 1950)

douglashorn

Nome: Rick Martin

Ocupação: Trompetista – o ator foi apelidado por Harry James no trompete-. Douglas reflete perfeitamente as diferentes fases pelas quais o personagem passa, desde estar no topo até ter sérios problemas com o álcool, para não falar dos seus casos amorosos. O filme, uma biografia do famoso músico de jazz Bix Beiderbecke, entrou para a história por ter uma personagem feminina – interpretada por Lauren Bacall- com claras conotações lésbicas.

O Grande Carnaval” (“Ace in the Hole”, Billy Wilder, 1951)

douglasace

Nome: Chuck Tatum

Ocupação: Jornalista. Poderíamos também chamá-lo de escumalha, por usar as desgraças de outras pessoas em seu próprio benefício, especialmente o pobre homem preso por um deslizamento de terra, notícias que podem trazer o jornalista ambicioso e sem escrúpulos de volta ao topo. O trabalho do ator é louvável, sendo ao mesmo tempo charmoso e odioso com seu personagem. O filme entrou para a história, entre outras coisas, porque foi filmado em um dos maiores sets de filmagem já construídos para filmar.

Brigada 21′ (‘Detective Story’, William Wyler, 1951)

douglasdetective

Nome: James McLeod

Ocupação: Detective da polícia. Outra interpretação intensa de Douglas no papel de um policial cujo caráter duro influencia todos à sua volta, incluindo sua própria esposa, interpretada pela recém falecida Eleanor Parker. O filme acontece num único dia dentro de uma esquadra da polícia.

Caminhos da Glória’ ( Stanley Kubrick, 1957)

douglasglory

Nome: Dax

Ocupação: Coronel do exército francês. Um dos personagens mais integrais de toda a filmografia do ator, a quem sua típica intensidade desperdiçada em suas interpretações veio como um anel ao dedo por ser o único alto comando do filme com a humanidade em suas veias. O filme, que se não pelo interesse do próprio ator não é feito, não foi lançado em nosso país até 1986, as razões, a imagem que ele dá do exército.

Os Vikings’ ( Richard Fleischer, 1958)

douglasvikings

Nome: Einar

Ocupação: Guerreiro Viking. Um dos papéis mais conhecidos do ator, que dá vida a um temível e ousado guerreiro viking em uma história que assume um toque de tragédia grega com pais e irmãos que não conhecem o parentesco entre si. A segunda colaboração bem sucedida de Douglas com Richard Fleischer e a primeira com Tony Curtis, com quem ele demonstraria uma relação incrível.

douglasgunhill

Nome: Matt Morgan

Ocupação: Xerife. Douglas interpreta um homem da lei que deve ir capturar o estuprador e assassino de sua esposa indiana, que por acaso é o filho de um velho amigo. A serenidade com que ele enfrenta uma decisão difícil – tomar seu prisioneiro significa enfrentar a morte de um amigo – é uma das melhores contribuições do ator para um gênero que ele já visitou muitas vezes.

Spartacus’ (‘Spartacus’, Stanely Kubrick, 1960)

douglasspartacus

Nome: Spartacus.

Ocupação: Escravo. Sem dúvida o personagem mais famoso interpretado pelo ator, que também produziu o filme. Toda a paixão típica de suas interpretações, mais uma excelente forma física, atinge seu auge neste filme, que por sinal não é o primeiro feito sobre o personagem – há outro italiano, dirigido por Riccardo Freda e que eles tentaram destruir. Curiosamente, Kubrick, que lutou com o actor inúmeras vezes, considerou-a uma das suas piores obras. A aparição do roteirista Dalton Trumbo nos créditos acabou ficando na lista negra de Hollywood.

The Last Sunset’ (‘O Último Por do Sol’, Robert Aldrich, 1961)

douglassunset

Nome: Brendan O’Malley.

Ocupação: Pistolero. Um dos westerns mais ousados que existe, sem dúvida. Douglas dá vida a um indesejável que, fugindo da justiça, encontra seu grande amor em um rancho. As surpresas que o destino lhe trará são as que deixarão mais de uma pessoa desconfortável. Mais uma vez, guiado por Dalton Trumbo.

douglasbrave

Nome: John W. Burns.

Ocupação: Cowboy. O filme favorito de Kirk Douglas de todos em quantos participaram. Não é por menos, uma história crepuscular como poucas em que o ator se rende completamente para uma desmistificação de sua própria imagem como figura do ocidente. O filme influenciou muitos cineastas, e a sua preservação deve-se em parte a Steven Spielberg.

O Arranjo” ( Elia Kazan, 1969)

duplicação do arranjo

Nome: Eddie Anderson.

Ocupação: Publicista. Douglas aceitou um papel que Marlon Brando, a escolha de Elia Kazan, rejeitou, em um filme que foi atormentado até a morte. Em suas memórias, Kazan confessa se sentir descontente com a atuação de Douglas, para quem essa assinatura compõe um de seus personagens mais arriscados em um filme já muito arriscado, que está à frente de seu tempo em cerca de 30 ou 40 anos. Muitas das formas de fazer filmes hoje em dia por muitos diretores estabelecidos são encontradas neste filme, o que ainda hoje continua a surpreender.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad