L. A. Confidencial (1997) por Curtis Hanson

L.A. ConfidencialL. A. ConfidencialL

. A. Confidencial (1997) * EUA

Também conhecido como:
– “Los Angeles al desnudo” (América Espanhola)

Duração: 138 min.

Música: Jerry Goldsmith

Fotografia: Dante Spinotti

Roteiro: Brian Helgeland, Curtis Hanson (N.: James Ellroy)

Endereço: Curtis Hanson

Intérpretes: Russell Crowe (Wendell White / “Bud”), Guy Pearce (Tenente Edmund Jennings Exley), Kevin Spacey (Sargento Jack Vincennes), Kim Basinger (Lynn Bracken), James Cromwell (Capitão Dudley Liam Smith), Danny DeVito (Sid Hudgens), David Strathairn (Pierce Morehouse Patchett) Ron Rifkin (Procurador Ellis Loew), Graham Beckel (Dick Stensland), Paul Guilfoyle (Mickey Cohen), Matt McCoy (Brett Chase), Paolo Seganti (Johnny Stompanato), Simon Baker (Matt Reynolds), Darrell Sandeen (Buzz Meeks), Amber Smith (Susan Lefferts).

Ano 1952. Enquanto a televisão vende a imagem de Los Angeles como um paraíso na terra, onde a polícia resolve qualquer crime, como reflete a popular série “Badge of Honor”, o mafioso Mickey Cohen está encarregado de expandir as drogas e a prostituição, sempre apoiado pelo seu guarda-costas Johnny Stompanato.

Incapaz de o envolver em qualquer crime que lhe permitisse ser preso, ele acaba na prisão como Al Capone, por não pagamento de impostos.

Entre os agentes está o agente Bud White, um policial eficiente que não tem problemas em sacudir os presos para fazê-los confessar, mas que não suporta que qualquer homem maltrata uma mulher, então um dia, enquanto patrulha e depois de ver uma briga familiar, ele acaba intervindo para parar o maltratador depois de espancá-lo e avisá-lo para não tocar na mulher novamente.

O Sargento Jack Vincennes é justamente o oposto, tendo-se tornado o polícia mais popular do departamento graças às suas rusgas a famosos toxicodependentes, a quem apanha em flagrante graças às dicas da Sid Hudgeons, editora da revista “Hush-Hush”, que em troca da dica e de uma pequena quantia de dinheiro consegue estar sempre presente para fotografar estas rusgas, sendo Vincennes também o conselheiro policial da série “Badge of Honor”.

Também trabalhando com eles está o Sargento Ed Exley, filho de um velho e lembrado detetive, que foi morto no cumprimento do dever. Embora muito jovem, ele tinha grande ambição, tendo passado no exame para tenente com a melhor nota, então ele pediu ao Capitão Dudley Smith para colocá-lo no comando dos detetives, ao qual ele estava relutante dado seu afã de nunca infringir a lei para prender criminosos, o capitão pensando que às vezes todo bom policial deve fornecer provas falsas ou bater uma confissão, ou mesmo atirar pelas costas.

Branco, no entanto, não tem problema em fazer jogo sujo, sendo na verdade o encarregado de ir comprar o álcool para a comemoração na delegacia da chegada do Natal, ficando impressionado com uma mulher que usa uma capa preta e se parece com Veronica Lake e que vai comprar várias caixas de licor.

Ao sair da loja, ele vê uma mulher num carro com o rosto cheio de gesso e, temendo que ela esteja sendo maltratada, aproxima-se do carro dela, do qual sai um homem pedindo para ser deixado sozinho e a quem ele imobiliza ao encontrar uma arma, o homem então reclamando, que ele identifica como Lelan Meeks, que era polícia e que lhe chamavam Buzz, depois perguntaram à rapariga se alguém a magoou, o que ela nega, dizendo à dupla da Veronica Lake que não é o que parece, então ela concorda em deixá-los ir sem mais delongas.

Vincennes, entretanto, é fotografado prendendo o jovem ator Matt Reynolds por posse ilegal de maconha graças a uma dica do próprio Sid que, além da fama, lhe dará 100 dólares, encontrando um cartão “Fleur de Lis” entre as provas.

Já na delegacia ele conhece a festa que foi preparada pela polícia, e na qual dois jornalistas vão fazer uma reportagem sobre o trabalho da polícia aproveitando o Natal.

Então vários agentes chegam e prendem um grupo de mexicanos acusados de terem agredido vários policiais, então seus camaradas, já bêbados, decidem descer às celas para fazer deles um exemplo. Dick Stensland, parceiro de White, é o mais violento de todos, então ele desce para evitar se meter em uma confusão, Acabou também por espancar um dos detidos que se meteu com ele, e Vincennes também esteve envolvido quando foi espancado e tinha sangue na camisa, tudo isto foi apanhado pelas câmaras de imprensa sem ninguém ouvir Exley, naquele dia como oficial de serviço, que estava de facto fechado numa cela para não os impedir de continuarem a vingar-se.

No dia seguinte a notícia salta para a imprensa e o promotor e o chefe da polícia têm de provar que não deixarão os incidentes dar em nada, avisando-os de que os factos serão investigados pelo grande júri, embora não haja nenhum polícia que deseje colaborar, excepto Exley, que sugere aos seus superiores que culpe os agentes cujas pensões já estão seguradas para provar, sem prejudicar ninguém, que a polícia está a agir.

O chefe da polícia promove Exley a tenente por sua bravura, embora precisem de outro testemunho, sugerindo Exley a Vincennes, a quem ameaçam parar de aconselhar a série policial se ele não colaborar, deixando sua sanção para os incidentes em uma transferência de narcóticos para o vício, só então podendo retornar ao “Crachá de Honra”.

Ambos testemunharão perante o grande júri, embora Vincennes o faça apenas com respeito àqueles a quem é garantida a sua pensão, considerando que a sua coisa não é grande coisa, e assegurando a Exley que todos o odiarão e que White se vingará dele.

À noite, o Capitão Smith encontra-se com White, a quem diz que admira por não ter dúvidas quanto ao uso da violência, e a quem devolve o distintivo porque quatro das testemunhas se retractaram, sendo Stensland o único bode expiatório.

Smith diz-lhe que precisa dele para trabalhar no departamento de homicídios da Câmara Municipal, sob as suas ordens directas.

Pouco depois, todos os tenentes de Cohen que poderiam ocupar o trono deixado por ele começam a cair um por um, com Smith assumindo, com a ajuda de White, para evitar que outros criminosos sejam tentados a se estabelecer na cidade.

Vincennes, que se juntou ao Vice, lamenta não poder continuar a trabalhar com narcóticos para localizar 12 quilos de heroína que desapareceram durante os assassinatos. O seu novo superior garante-lhe que só sairá de lá se resolver um caso importante.

E ele fica no rasto de Fleur-de-Lis, cujo número de telefone não está na lista.

Acabado de sair do morcego como detective tenente, Exley recebe uma dica de que ocorreu um assassinato no café Nite Owl, e ele próprio vai lá, ansioso por resolver o assunto, verificando à chegada que há pelo menos seis mortos, incluindo o recentemente reformado Stensland.

A chegada de Smith frustra o desejo de Exley de se destacar, pois o próprio capitão assumirá o caso, concluindo que foi uma tentativa de assalto por três pessoas, e que quando o cozinheiro sacou da arma ele foi baleado, levando o resto dos clientes para o serviço, onde eles estavam acabados.

Depois de saber o que aconteceu, White vai ao necrotério, onde observa que uma das vítimas é Susan Lefferts, a mulher que viu com Buzz Meeks, que se parece com Rita Hayworth.

Como a polícia suspeita que os assassinatos foram obra de um grupo de negros que foram vistos naquela noite com armas, eles recebem uma lista de todos os donos de um Coupe negro, embora Vincennes não confie na lista, e Exley decide ir com ele e seguir seu instinto.

Bud, por sua vez, vai até a loja de bebidas onde viu Lefferts pela primeira vez, para pedir o endereço para onde foi enviada a bebida comprada pela loira que viu na loja, indo até a casa de Bracken Pierce Patchett, que lhe explica que, de fato, a mulher morta trabalhava para ele, que é dona de um serviço de prostitutas que parecem estrelas de cinema famosas, embora algumas delas, como Lefferts, devam se submeter à cirurgia plástica.

Ele então visita Lynn Bracken, a dupla de Veronica Lake, que encontra com um de seus clientes, um vereador da cidade, explicando a ela que, embora seja verdade que Patchett as prostitui mantendo um par de dólares de seus ganhos, ele não as maltrata.

Vincennes e Exley vão ver um pugilista cujo irmão está preso, fazendo com que ele lhes dê o nome do suposto assassino em troca de interceder para encurtar a pena do irmão.

Depois vão à casa dos autores dos assassinatos, descobrindo que já lá está outro carro da polícia, explicando-lhes os agentes que chegaram antes de encontrarem numerosas armas no carro, e entram na casa, depois de Exley assumir a operação, conseguindo prender os assassinos.

Uma vez na delegacia, Exley ficará encarregado do interrogatório, mostrando que ele pode habilmente fazer os detentos falarem sem usar violência, embora o que eles reconheçam é que um deles queria perder sua virgindade e foi ver uma garota com quem eles eram muito violentos.

Quando Bud ouve esta confissão, não consegue parar e entra sorrateiramente na sala de interrogatório, espancando o agressor, pegando o endereço da garota, que ele vai com o capitão, descobrindo, quando chega ao local, uma mulher amarrada e amordaçada e um homem assistindo TV, com quem ele acaba não se importando, fingindo que a matou primeiro.

Exley, que chega mais tarde, assegura-lhe que não acredita que esse ataque tenha ocorrido, e Bud responde que ele fez justiça, e que deveria dedicar-se a perseguir os criminosos e não os seus colegas, ao que Exley lhe diz que Stensland teve o que merecia, deixando Bud indignado e prestes a esmagá-lo, o que outros policiais o impedem de fazer.

Enquanto lá estão, chega a notícia de que os três negros presos conseguiram escapar da prisão, Exley saiu com outro policial para procurá-los na casa onde confessaram que tinham vendido as drogas, conseguindo encontrá-los lá junto com outras duas pessoas, começando um tiroteio no qual acabaram com os criminosos, conseguindo para Exley uma nova medalha por sua atuação.

Bud, obcecado por Lynn, começa a observar a casa dela, observando o vereador que ele viu uma vez antes de sair novamente, observando alguns dias depois enquanto ele muda seu voto apesar de suas declarações anteriores a favor da criação de uma estrada direta para a praia depois de ser chantageado com fotos mostrando-o dormindo com Lynn.

Finalmente, o Bud liga para casa da Lynn e eles acabam por fazer sexo.

Tendo resolvido um caso importante, Vincennes consegue voltar para aconselhar na televisão e volta para ver Sid, que preparou outras informações suculentas, tendo planeado um fantástico exclusivo: sabendo que o promotor público é homossexual, preparou uma armadilha com o jovem Matt Reynolds, que foi preso meses antes.

Mas depois Vincennes lamenta e decide ir ao apartamento do rapaz antes da hora combinada, encontrando-o morto.

Exley vai ao hospital onde Inez Soto, a mexicana que foi abusada pelos criminosos negros que matou, está sendo liberada. Ela está muito grata por ter sido salva, embora não se lembre a que horas seus estupradores a deixaram.

Bud sai com Lynn e eles vão ao cinema, vão para a cama depois, ela lhe diz que seu sonho é voltar para sua cidade e montar uma loja de roupas, depois ela lhe pergunta sobre uma cicatriz, ele lhe diz que seu pai jogou uma garrafa na mãe quando ele tinha 12 anos, e estava no meio. Ele também lhe diz que viu seu pai matar sua mãe com uma alavanca de ferro, sem poder fazer nada, porque estava amarrado a um radiador.

Ele também expressa sua convicção de que Exley cometeu um erro com os homens errados e que o assassino de Stensland ainda está livre, embora ele pense que não é suficientemente esperto para saber como juntar as peças, apesar de ir para a sala onde estão as provas, vendo nas fotos que Stensland estava com outra pessoa, decidindo ir ver a Sra. Lefferts, que identifica Stensland como o namorado de sua filha.

Ele também vai até o porão da mulher, que afirma que ela deve ter algum tipo de animal morto por causa do mau cheiro, descobrindo que há um cadáver, o de Meeks.

Exley, que também começa a suspeitar que tem as pessoas erradas, descobre que White também está investigando e começa a seguir seus passos, descobrindo o corpo de Meeks, pedindo a Vincennes que o investigue, aceitando esta ajuda em troca de ajudá-lo com o caso Matt Reynolds.

Explica-lhe que se tornou polícia porque queria fazer justiça e apanhar aqueles que sempre se safam, como o assassino do seu pai, que lhe era desconhecido e a quem deu o nome de Rolo Tomassi, na esperança de acabar com todos eles.

Bud vai ver Johnny Stompanato e pergunta-lhe sobre Meeks, fazendo-o confessar que havia um rumor de que Meeks tinha guardado um esconderijo de heroína.

Vincennes o vê com Estompanato, indo atrás dele com Exley para conversar com ele, chamando a garota que está com ele de prostituta, pensando que ela é uma dupla de Lana Turner, antes de descobrir que ela mesma é Lana Turner, não conseguindo descobrir nada.

Mas eles vão entrevistar Patchett, já que Vincennes sabe que é ele quem está por trás de Fleur-de-Lis, com Reynolds, assim como as prostitutas que trabalham para ele.

Depois de sair, Patchett chama Sid Hudgens, enquanto Vincennes vai ao necrotério onde é informado de que o corpo é o de Meeks, pedindo seu arquivo, enquanto Exley volta para conversar com Lynn, que ele viu com White, perguntando-se porque ela está dormindo com ele, dizendo-lhe que gosta de Bud porque ele não tem dobras e não a vê como uma prostituta, acabando com Exley excitado por ela, com quem ele dorme sem perceber que lá fora está Hudgens fotografando-os.

Vincennes vai falar com o capitão Smith para lhe perguntar sobre um caso que Stensland e Meeks trouxeram sob sua supervisão contra Patchett, por extorsão de políticos, pensando que o assunto tem algo a ver com Reynolds.

Quando o capitão vê que ele está em algo importante, e quando ele lhe diz que não disse nada ao Exley, ele atira no coração, sendo suas últimas palavras “Rolo Tomassi”.

E quando o capitão pergunta a Exley sobre Rolo Tomassi no dia seguinte, ele percebe que o capitão está escondendo algo importante.

Ele fala com White, pedindo-lhe para ir com ele em um interrogatório de uma pessoa que eles pensam que pode ter acabado com Jack Vincennes, descobrindo que o homem a ser interrogado é Sid Hudgens, confessando que Patchett o contratou para tirar fotos de pessoas importantes com as prostitutas de aparência de estrela e depois chantageá-las, dizendo que sua última tarefa era fotografar um policial dormindo com Lynn, descobrindo no porta-malas do carro de Sid as fotos de Exley com Lynn, Smith afirmando que ele não gostaria de ser Exley,

Sid, ainda no chão, pede a Smith para desamarrá-lo, porque ele fez a sua parte, mas em vez disso ele é morto.

Bud vai ver Lynn para perguntar se ela dormiu com Exley, dizendo-lhe que achava que isso o ajudava, e é esbofeteado por ele. Depois vai procurar Exley, que encontra examinando os relatórios diários de desempenho dos anos anteriores, quando vê o arquivo de Meeks desaparecer, descobrindo que ele, Stensland e Smith sempre trabalharam juntos.

Bud bate-lhe brutalmente depois de lhe mostrar uma das fotos com Lynn, assegurando-lhe esta enquanto tentava acalmá-lo que foi Smith quem matou Vincennes e que ele estava em conluio com Stenslands e Meeks, deduzindo Bud que foi Stensland quem matou Meeks pela heroína, sendo ele próprio morto mais tarde.

Exley diz-lhe que pensa que os assassinos do Nite Owl não eram os Negros e que a rapariga violada mentiu, com Smith a preparar as suas mortes culpando-os pelos assassinatos, sabendo que eles tinham cadastro. Ele enviou dois policiais para colocar as armas em seus carros, incapazes de matá-los porque ele e Vincennes apareceram.

Exley lhe pede ajuda para desmascará-lo, visitando juntos o promotor público, que se recusa a permitir que o capitão e suas contas sejam monitoradas, sabendo que ele se recusa porque o chantageou com fotos de Matt Reynolds, então, obrigá-lo a cantar Bud está prestes a jogá-lo da varanda, fazendo-o confessar que Reynolds foi morto porque ouviu sobre a chantagem e que o capitão estava assumindo o negócio de Cohen.

Eles correm atrás dele para encontrar Patchett, que encontram morto e com um bilhete de suicídio culpando a si mesmo pela morte de Vincennes.

Eles correm atrás dele para encontrar Lynn para evitar que a mesma coisa aconteça com ele, com Exley indo interrogá-la enquanto White vai ver Hudgens, a quem ele encontra morto.

Enquanto lá está, recebe a notícia de que o Tenente Exley o convocou para o Motel Victory, um lugar remoto, onde encontra este, entendendo que é uma armadilha, já que é um lugar abandonado.

Eles se escondem lá dentro, começando um tiroteio forte, ficando entre ambos se livrando de grande parte dos atiradores, embora Exley esteja ferido, aparecendo então o capitão que atira em White, preparando-se para fazer o mesmo com Exley, evitando o próprio White que prega uma faca, ficando então Exley com a arma de Bud

Sabendo que Exley não vai atirar nele, ele pergunta quando as sirenes da polícia começam a soar para deixá-lo falar e para torná-lo chefe dos detetives, embora, ao contrário do que ele pensava dele, Exley atira nas costas dele.

Questionado sobre o incidente, Exley revela que foi o capitão que tomou o lugar de Cohen no submundo, matando todos os seus capangas, e finalmente acabou com Meeks quando o enganou para fora do esconderijo da droga, alegando que o capitão confessou tudo a ele antes de morrer.

Todos os altos funcionários e o procurador concluem que para evitar que o assunto se torne um flagelo para a polícia, eles devem fazer de Smith um herói promovendo e decorando Exley, que assim alcança seu objetivo.

Lynn vai à sua decoração e lhe diz que seus chefes o usaram e agora ele os usa, indo juntos para um carro onde Bud, ainda ferido, está esperando e não pode falar, com quem ele lhe agradece por ajudá-lo, dizendo a Lynn que vão juntos para o Arizona, depois do que eles se despedem.

Classificação: 4

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad