O ataque brutal de John Landis ao Star Wars e Lucasfilm

John Landis atacou brutalmente o Star Wars e o Lucasfilm. O diretor de “An American Werewolf in London” (1981) e “Rascals at Full Speed” (1980) quis dar sua opinião sobre as últimas demissões feitas por Kathleen Kennedy e a franquia galáctica, que agora acrescentou quatro diretores que deixaram o projeto com suas vidas encurtadas. Cuidado, porque ele veio para lhes chamar “esclavagistas“. Estas foram as suas palavras completas:

“Estou a trabalhar em muitos projectos neste momento. Eu não sei se eles vão conseguir. Joe Dante, alguns outros tipos e eu estamos na mesma situação. Eles não contratam pessoas que têm algo a dizer. Opiniões. Os estúdios pensam: ‘Sabes o que estás a fazer? Então eu não te contrato. Olha o que está a acontecer com a Guerra das Estrelas. Eles continuam a despedir pessoas. Phil Lord e Chris Miller tiveram esse destino. Eles filmaram 75% do filme e foram despedidos. Devo dizer que isso não fala bem pelo novo Lucasfilm. Quantos diretores já demitiram? Quatro. E quantos escritores? Doze. Isto é muito preocupante. Lembras-te quando o George Lucas disse há uns anos que sentiu que tinha vendido os filhos a traficantes de escravos? Bem… Bem, talvez ele tenha razão.

Fonte: Colisor

Colin Trevorrow é o quarto realizador que Kathleen Kennedy despediu da Lucasfilm. O que se passa na Guerra das Estrelas?

O primeiro a sair pela porta foi Josh Trank (‘Fantastic Four’). O diretor de ‘Chronicle‘ (2012) assumiu o spin-off intitulado ‘Boba Fett‘ no caçador de recompensas Mandalorian bounty hunter. Mas, no final, isso não aconteceu. E até o projecto acabou por ir por água abaixo. Assim, os próximos spin-offs seriam “Rogue One” (2016), “Han Solo” (2018) e “Obi-Wan Kenobi“. O último ainda não tem data de lançamento.

Precisamente, falando de ‘Han Solo‘ encontramos os seguintes dois cineastas: Phil Lord e Chris Miller (‘O Filme LEGO’). Ambos foram despedidos pelo Lucasfilm. Depois de vários meses de cabo de guerra nos conjuntos de produção do Star Wars, Kennedy tomou a decisão de abrir a porta a ambos os diretores. Por sua vez, Ron Howard (‘A Wonderful Mind’) foi o responsável pela direção do filme.

O último a sair foi o Colin Trev amanhã. Este é o quarto. O diretor de ‘Jurassic World‘ (2015) seria responsável por ‘StarWars: Episódio IX‘ (2019). Mas suas diferenças criativas com Kennedy e sua visão particular do universo da Guerra das Estrelas o fizeram abandonar o projeto. J.J. Abrams (“O Despertar da Força”) tomou o seu lugar. Ele vai dar os retoques finais na trilogia atual que começou em 2015.

Mas devíamos acrescentar mais um à lista. Porque o Rogue One, apesar do seu sucesso, não tinha um caminho cor-de-rosa. Longe disso! Gareth Edwards (‘Godzilla’) foi despedido para refazer cenas no meio da produção. Tony e John Gilroy estarão encarregados de corrigir os problemas que Lucasfilm tinha encontrado no filme. Edwards seria mais tarde recontratado para promover o filme. Foi por isso que não o incluímos na lista. O que achas disto tudo?

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad