Omar Sharif faleceu

O actor egípcio Omar Sharif morreu esta manhã, aos 83 anos de idade. Há alguns meses, seu filho anunciou que sofria de Alzheimer, mas a razão de sua morte foi um ataque cardíaco quando estava em um hospital do Cairo.

Sharif estreou na atuação aos 22 anos de idade com um pequeno papel no filme ‘Shaytan al-Sahra‘, em 1954. Durante quase uma década trabalhou exclusivamente em produções egípcias, mas Hollywood bateu à sua porta em 1962 com o excelente ‘Lawrence da Arábia‘, onde a sua actuação como Sherif Ali lhe valeu a primeira e única nomeação ao Óscar da sua extensa carreira, embora a estatueta tenha sido finalmente atribuída a Ed Begley.

Não demorou muito a conseguir papéis importantes em filmes comoA Queda do Império Romano’ e ‘Genghis Khan‘, mas foi na sua próxima colaboração com David Lean que conseguiu o que é possivelmente o seu papel mais lembrado, dando vida ao protagonista de ‘Doutor Zhivago‘. Além disso, antes do final dos anos sessenta ele participou de outros títulos tão populares comoA Noite dos Generais’, ‘Funny Girl‘, ‘Mackenna‘s Gold’ ou ‘Che!

Nos anos setenta continuou a trabalhar assiduamente em títulos como ‘Orgullo de estirpe‘ (Os Cavaleiros), ‘La isla misteriosa‘, onde estava sob o comando de Juan Antonio Bardem, ‘La semilla del tamarindo‘ (A Semente do Tamarindo) ou ‘Funny Lady‘, mas a sua popularidade tinha começado a diminuir, o que o levou até a voltar ocasionalmente ao cinema egípcio durante os anos 80, diante da falta de bons papéis de Hollywood – sua aparição mais memorável durante esses anos é provavelmente a comédia ‘Top Secret‘ – algo de que ele mesmo reclamou anos depois.

No entanto, Shariff continuou a trabalhar regularmente e até se deu a conhecer em várias produções televisivas. Já em 1999 pudemos vê-lo em ‘O 13º Guerreiro’ (The 13th Warrior) com Antonio Banderas e nos últimos anos ele também participou de ‘Monsieur Ibrahim and the flowers of the Koran‘ (Monsieur Ibrahim et les fleurs du Coran), ‘Oceans of Fire‘ (Hidalgo) ou ‘10.000‘, onde sua voz característica atuou como narrador no deficiente filme de Roland Emmerich.

Um Castelo em Itália‘ (Un château en Italie) e ‘Rock the Casbah‘, ambos de 2013, foram os últimos filmes que o apresentaram, mas ainda teremos a oportunidade de o ouvir uma última vez na curta-metragem de animação ‘1001 Inventions and the World of Ibn Al-Haytham‘ que se encontra actualmente em pós-produção.

Sharif em

Descanse em paz.

Via : Variedade

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad