Ópera prima (1980) de Fernando Trueba

Opera primaSpain

/ França (1980) *

Duração: 95 min.

Música: Fernando Ember

Fotografia: Ángel Luis Fernández

Roteiro: Fernando Trueba e Oscar Ladoire

Diretor: Fernando Trueba

Artistas: Óscar Ladoire (Matías), Paula Molina (Violeta), Antonio Resines (León), Luis González Regueral (Nicky), Kiti Manver (Ana), Alejandro Serna (Nicolás), Marisa Paredes (Zoila Gómez), David Thomson (Warren Belch), El Gran Wyoming (Macarra)

1978. Matías, jornalista de profissão e aspirante a romancista, conhece sua prima Violeta, que não vê desde os 15 anos de idade, na Praça de Ópera, quando vai ao conservatório com seu violino.

Matías, que é divorciado, tem um filho, Alejandro, que mal vê e que usa como espião para lhe contar sobre os passeios e assuntos de sua ex-mulher.

Ele conta a Leon, seu melhor amigo e sócio, como ficou surpreso ao ver como seu primo, agora emancipado e vegetariano, era lindo.

Ele a chama e eles se encontram para jantar em seu sótão, e, como se fossem destinados a isso, e apesar do parentesco acabam na cama após sua segunda aparição. E embora esse primeiro encontro seja um desastre devido aos seus problemas de ejaculação precoce, com a repetição ele vai melhorar, transformando seus encontros esporádicos em uma relação mais estável, então Matías, que aos poucos vai levando suas coisas para o sótão, acaba convivendo com ela, tentando encontrar em casa a inspiração para escrever o capítulo seis de seu romance.

Ele só encontra uma sombra na sua relação com Violeta, e é a eterna e, para ele, insuportável presença de Nicky, um amigo e colega de Violeta que a ajuda nos seus estudos musicais, embora para Matías a única coisa que ele sabe fazer é fazer barulho, então um dia ela o expulsa de casa, tendo a sua primeira discussão com o primo dela.

Enquanto isso, ele continua seu trabalho como jornalista entrevistando, entre outros, Zoila Gomez, atriz de filmes pornôs, que, depois de entrevistá-los, coloca filmes hard core tentando excitá-los, fingindo fazer um trio com ele e Leon, embora ele se desculpe.

Mas quando ele chega ao sótão, encontra a corrente e pede a Violeta que a abra, embora ela lhe diga que está consolando Nicky depois de ter falhado.

Indignado com ele, Matías vai para o conservatório e bate no Nicky.

Entretanto Leon está angustiado, porque Zoila é insaciável e não pára na cama, então ele está exausto.

Enquanto isso, Violeta decide ir ao Peru com um grupo de pessoas que vão ter um encontro em Machu-Pichu, Matías teme que a separação imposta pela viagem acabe rompendo aquela bela história que eles estavam vivendo.

No dia da partida renuncia a despedir-se, embora no último momento se arrependa e regresse a casa, descobrindo que ela já partiu para o aeroporto, por isso apanha um táxi e vai procurá-la, chegando quando o avião já partiu.

Mas Violeta também se arrependeu e não entrou no avião e quando Matias chega a casa em estado de choque e se senta em sua máquina na frente de seu eterno sexto capítulo, ele descobre que Violeta escreveu: “Johnson I love you”.

Ele então corre para a Ópera, onde seu amor nasceu, e onde ele o encontra novamente, abraçando-se por um longo tempo.

Classificação: 3

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad