Revisão de ‘The Other Daughter’ (A Outra Filha)

No passado 10 de Outubro pudemos ver no Fantastic Film Festival of Catalonia, Sitges 2010, o filme ‘The other daughter’, realizado por Luis Berdejo (argumentista de sucessos como “[REC]” ou “Quarantine”, o seu remake americano), que é a sua estreia na longa-metragem e nada menos que numa produção americana, depois de uma carreira comprovada como realizador de curtas (“For(r)est in the Des(s)ert”, “La Guerra”, “…ya no puede caminar”).

O filme estrelou Kevin Costner (“Mr. Brooks”, “JFK”, “Dancing with Lobos”) e Ivana Baquero (“Pan’s Labyrinth”, “Christmas Carol”, “Fragile”) em seu primeiro papel nos filmes de Hollywood.

SINOPSE: John James (Kevin Costner) é um romancista de sucesso recentemente divorciado que decide mudar-se para uma casa isolada na Carolina do Sul com seus dois filhos, Sam (Gattlin Griffith) e Louisa (Ivana Baquero), uma jovem na adolescência que não está feliz por viver longe da cidade. Logo, a família começa a ouvir sons estranhos à noite que parecem estar relacionados com um antigo túmulo localizado na beira da sua propriedade. À medida que os dias passam, Louisa torna-se cada vez mais atraída pelo monte, o que coincide com uma mudança no seu comportamento que parece estar a transformá-la noutra pessoa…

Crítica: O filme, apesar de ter uma grande direção de Luis Berdejo e a grande atuação de Ivana Baquero, tem que carregar seu maior fardo, o roteiro, escrito por John Travis (The Haunting of Molly Hartley). Vê-se que é um filme encomendado, o próprio diretor, que já tem vários roteiros de sucesso atrás dele, não nega que gostaria que o roteiro fosse seu. Há muitas situações que não são muito credíveis e não digo isto por causa da parte sobrenatural do filme, obviamente, mas por causa de situações normais em uma família, se você vê sua filha com marcas ou ela está doente, você a leva ao médico, ou se você se vê rodeado de insetos estando com seus filhos e você está armado com uma espingarda, você não os deixa sozinhos para ir para a sala ao lado.

A Outra Filha’ pretende ser um drama familiar, dentro de um quadro sobrenatural, que perde seu melhor patrimônio quando as criaturas são descobertas nos primeiros minutos do filme. Como você sabe, o filme protagoniza Kevin Costner, que faz o papel de um homem de família, mostrando a imagem de um desajeitado que precisa colocar seus óculos para ver corretamente, uma imagem que não estamos acostumados e que não nos convence por causa de sua má interpretação. Em suma, ficamos com a sensação de saber como teria sido o filme se tivesse sido dirigido por Luis Berdejo, mas também com um roteiro próprio.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad