Revisão do The Paper House 4: Um Plano Quase Perfeito

O Professor e “Los Dalí”, enfrentam todos os reveses que surgem dentro do Banco de Espanha.

A casa de papel, um fenômeno de massa, é como uma droga, capaz de fazer você engolir todos os oito capítulos em um único dia, como um criado. Mas sejamos honestos, não é uma grande série. Concentra-se na fórmula Acção – Reacção, uma de cal e outra de areia, com boas doses de acção e subquadrantes dos nossos protagonistas. As quatro estações se baseiam neste princípio e é tão bem feito que atinge tudo o que The Paper House conseguiu. Mas é tão simples como o mecanismo de uma chupeta. Nada de novo para trazer. Temos momentos de tensão, outros para chorar e tem também uma pequena dose de humor, muito bem carregada, aliás, que consegue aliviar a tensão crescente. Mas isso não o salva de ser uma série plana.

A casa de papel tem atores brilhantes, como Pedro Alonso, como Berlim, Darko Peric como Helsinque, o sempre destacadoÁlvaro Morte, como El Profesor, o multifacetado Rodrigo de la Serna, como Palermo e a jóia desta temporada é José Manuel Poga, como Gandía, o vilão desta quarta temporada, que faz uma atuação magistral que o faz ser odiado por todos e que é alcançada por um ator de sua categoria. Mas também temos atores que são lamentáveis e não de uma boa maneira, temos a sempre exagerada Úrsula Corberó, que só sabe interpretar uma garota rebelde, com os mesmos gestos… E Jaime Lorente, que só sabe dar voz… O resto do elenco se inclina sem fazer barulho.

O enredo é simples, uma simples continuação, com algumas reviravoltas interessantes. Mas eu insisto, é uma série das mais normais, que consegue captar a atenção de uma forma brilhante, é claro. Mas como uma série em si, é muito plana.

O que você achou da quarta temporada de La casa de papel? Dê-nos a sua opinião nos comentários ou nas nossas redes sociais.

A casa de papel

Título : A casa de papel 4Data de publicação : 2020-04-03Synopsis : O Professor e “Los Dalí”, enfrentam todos os contratempos que surgem dentro do Banco de Espanha. Director(es) : Álex PinaDepartamento : Álvaro Morte, Rodrigo de la Serna, José Manuel Poga, Jaime Lorente, Úrsula Corberó, Pedro Alonso Gênero : Action.Luis Miguel Sargento

GómezBest
  • A capacidade de fisgar,
  • as breves doses de humor.
O pior
  • As interpretações erradas,
  • A simplicidade do enredo,
  • A fórmula repetitiva.

2,5 2,505 Pontuação média Classificação do usuário 4,3/5( 3 Votos )

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad