Série anime e série de filmes e exclusão social na Casa Encendida em Madrid

Ghost in the Shell 2.0‘ (2008), ‘Genius Party Beyond’ (2008), ‘Paprika’ (2006), ‘The Girl Who Jumped Through Time’ (2006), ‘Redline’ (2010), ‘Evangelion: 1.0 You Are (Not) Alone’ (2007), ‘Evangelion: 2.22 You Can (Not) Advance’ (2009), ‘Full Metal Alchemist‘ (2011), ‘Trigun: Badlands Rumble’ (2010), ‘Summer Wars’ (2009), ‘Memories’ (1995), ‘Sword of the Stranger’ (2007), ‘The Sky Crawlers’ (2008), ‘The Summer of Coo’ (2007), ‘Colorful’ (2010) e ‘Akira‘ (1988).

Estes são os filmes que poderão ser vistos a partir de amanhã na Casa Encendida em Madrid, dentro do ciclo “Cinema no terraço”, que será realizado ao ar livre nas suas instalações, às sextas-feiras e sábados de Julho e Agosto (as datas e horários de exibição, bem como os preços dos bilhetes, podem ser encontrados seguindo o link no final do artigo).

Segundo os organizadores, a série “pretende rever 25 anos de um género que, desde que ‘Akira’ entrou em cena de forma tão impressionante, tem vindo a consolidar-se e a ocupar um lugar importante na cultura audiovisual global”.

O espaço acolherá ainda, de 5 de Julho a 23 de Setembro, a exposição “Proto Anime Cut”, comissariada por David d’Heilly e Stefan Riekeles, que reúne desenhos originais de alguns dos mais destacados artistas anime japoneses dos anos 90, como Hideaki Anno, Haruhiko Higami, Koji Morimoto, Hiromasa Ogura, Mamoru Oshii e Takashi Watabe.

Simultaneamente, às terças e quintas-feiras de julho, será realizada uma série de filmes, complementada por debates, sobre o tema da exclusão social.

Os filmes que serão exibidos nesta seção são ‘Le Havre’, de Aki Kaurismäki; ‘Poesia’, de Lee Chang Dong; ‘Lars e uma garota de verdade’, de Graig Gillespie; ‘A morte do Sr. Lazarescu’, de Cristi Puiu; À procura de Eric’ de Ken Loach, ‘Redemption’ de Paddy Considine, ‘The Bicycle Kid’ dos irmãos Dardenne, ‘Submarine’ de Thomas Vinterberg e ‘The Visitor’ de Thomas McCarthy.

Acho todos os filmes programados para um ciclo e outro muito interessantes. Das que vi, posso dizer que são geralmente de alta qualidade, como demonstram as críticas que meus colegas e eu publicamos neste meio, e as que não vi são quase todas a meu favor. Assim, quem não pode sair da cidade grande para férias terá ao menos o consolo de poder desfrutar de um bom cinema num ambiente agradável.

Via | La Casa Encendida.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad