The Bribed (1953) por Fritz Lang (O grande calor)

The Bribed The

Big Heat (1953) * EUA

Duração: 89 min.

Música: Daniele Amfitheatrof

Fotografia: Charles Lang

Roteiro: Sydney Boehm (S.: William P. McGivern)

Endereço: Fritz Lang

Artistas: Glenn Ford (Dave Bannion), Gloria Grahame (Debby Marsh), Lee Marvin (Vince Stone), Jocelyn Brando (Katie Bannion), Jeanette Nolan (Bertha Duncan), Alexander Scourby (Mike Lagana), Adam Williams (Larry Gordon), Willis Bouchey (Tenente Ted Wilks), Howard Wendell (Comissário Higgins), Peter Whitney (Tierney)

O sargento Tom Duncan comete suicídio em casa no meio da noite. Bertha, sua esposa, ao ver o que aconteceu, chama Mike Lagana, que é apresentado como viúva de Tom Duncan. Ele chamou Vince Stone, que estava jogando cartas com seus amigos para cuidar do assunto.

O Sargento David Bannion também é despertado para se encarregar da investigação, questionando a viúva que culpa os seus problemas de saúde pelo suicídio.

No dia seguinte Bannion recebe um telefonema de uma colega que lhe dá o nome de uma mulher, Lucy Chapman, que lhe garante que Duncan não cometeu suicídio.

Bannion vai vê-la no clube de acompanhantes onde ela trabalha, assegurando-lhe que Duncan não tinha problemas de saúde e que a sua mulher lhe tinha concedido o divórcio dois dias antes.

Depois de falar com ela, ele volta a interrogar Bertha Duncan, que lhe diz que seu marido teve pelo menos quatro amantes desde que se casaram, Bannion suspeita que Lucy possa estar tentando chantageá-la quando ela souber que ele é dono de uma casa de verão em Lakeside, onde ela conheceu Duncan, perguntando à viúva como ela poderia conseguir uma segunda casa com o salário de polícia, e se recusando a falar com ela sobre isso.

No dia seguinte, quando um telegrafista relatou a morte de uma mulher cujas roupas estavam marcadas em Lakeside, Bannion foi investigar o assassinato e descobriu que era Lucy Chapman, que foi torturada ao colocar pontas de cigarro em seu corpo.

O Tenente Wilks ordena-lhe que deixe a Sra. Duncan em paz e esqueça o assassinato de Chapman, que é a província do xerife do condado.

Mas apesar das ordens, Bannion continua a investigar e vai interrogar o dono do bar onde Lucy trabalhava. Ele não consegue fazer com que ela lhe diga nada, mas fez um telefonema avisando alguém da presença dela no bar quando pensou que Bannion tinha saído.

A caminho de casa, ele recebe uma chamada anónima avisando-o que se não parar de se meter nos assuntos dos outros, morrerá, insultando também a sua mulher. Assim, apesar de esperar que alguns amigos jantem, ele decide ir a casa do Mike Lagana.

Lá, um policial o detém e explica que o gângster tem três policiais cuidando de sua segurança durante o dia e outros quatro à noite, apesar de não ter nenhuma posição oficial.

Enquanto espera por Lagana, ele observa que Lagana está dando uma festa onde os convidados estão dançando e se divertindo.

Recebido por Lagana, ele lhe conta sobre a tortura e morte de Lucy Chapman, sugerindo que isso, feito no estilo dos tempos da proibição, foi ordenado por ele, a quem acusa de ter feito fortuna através de assassinato e corrupção.

Lagana chama seu bandido para expulsar Bannion de sua casa, mas ele faz Bannion descarregar sua raiva nele batendo nele, o que é outra repreensão de Wilks.

De volta para casa, e enquanto ele conta uma história para a filha, sua esposa lhe pede as chaves do carro para ir buscar uma babá, já que elas vão ao cinema.

E enquanto ele está com a rapariga ouve uma explosão estrondosa, verificando quando sai que o seu carro ardeu com a sua Katie lá dentro.

Após o funeral ele é recebido pelo Comissário Higgins, que lhe garante que ele deu prioridade à investigação da morte de Katie, que, segundo ele, deve ser uma vingança de algumas das pessoas ou parentes que ele prendeu.

As boas palavras de Higgins só servem para o irritar mais, tanto consigo mesmo como com Wilks, a quem ele diz que Higgins lhe dará em breve as ordens apropriadas. Assim que os recebe de Mike Lagana, Higgins decide suspender seu emprego e salário, e Bannion pede que ele espere para ver se é isso que Lagana quer.

Ele entrega o distintivo, mas não a arma, que afirma ter comprado e só a usará se encontrar a pessoa que assassinou a sua mulher.

Ele deixa sua casa, oferecendo-lhe ajuda de um colega, em seu nome e em nome do próprio Wilks, apesar de considerá-lo um covarde que não quer correr o risco de perder sua pensão.

Lagana repreendeu Larry, o valentão que matou Lucy e Katie, por sua falta de jeito, temendo que as mudanças no país, com as eleições chegando, o afetassem.

Entretanto Bannion vai a um ferro-velho tentar obter informações sobre a pessoa que colocou a bomba no seu carro, mas o dono diz-lhe que a pessoa que ele procura está morta e ele não lhe dá qualquer informação, nem lhe permite interrogar os seus trabalhadores, mas quando ele deixa o ferro-velho a velha secretária, a Sra. Parker, vem ter com ele e diz-lhe que há duas semanas atrás havia um tipo vestido com roupas muito vistosas que foi ver o Slim, e que mais tarde lhe ligou deixando a mensagem de que devia ligar ao Larry no “Retirement”.

Ele vai ao Retiro depois de pedir ao seu cunhado para fazer uma chamada e pedir por Larry, embora a chamada não seja bem sucedida, observando que Vince Stone, o braço direito de Lagana jogando dados, está lá. Ele está maltratando um croupier, o que faz Bannion pensar que foi ele quem torturou e matou Lucy.

Ele e outro bandido serão forçados a abandonar as instalações, pois não querem criar problemas diante das eleições que se aproximam.

Quando ele sai do local é abordado pela namorada de Stone, Debby Marsh, que é atraída por sua bravura diante dos valentões e não hesita em ir com ele ao seu hotel, embora uma vez lá ela fique decepcionada ao descobrir que Bannion estava apenas tentando tirá-la de lá, então ela volta para a cobertura de Stone, onde ele joga cartas com vários homens, incluindo Higgins, nenhum dos quais ousa intervir quando Stone a questiona sobre o que ela fez quando saiu do clube, acabando jogando um recipiente de café queimado na cara dela.

Com a cara desfeita, Debby vai a Bannion que lhe arranja um quarto ao lado do dele sem a revistar, dizendo-lhe que foi o próprio Inspector Higgins que a levou para o hospital para evitar ser denunciada à polícia. Ela também o informa sobre o nome do homem que procurava, e aquele de quem não lhe queria falar antes. Ela informa-o que o nome do procurado Larry é Gordon.

Enquanto isso Lagana, temendo que Debby possa contar alguma coisa, ordena que Stone acabe com ela, garantindo que ninguém a encontre depois disso.

Bannion pede à Sra. Parker para confirmar que Gordon é o homem que foi ver Slim, fazendo-o bater à porta do seu apartamento fingindo estar enganado, depois do que ele liga, entrando sorrateiramente no apartamento e obrigando-o a confessar que foi Stone quem o contratou para matá-lo, quando sua esposa morreu acidentalmente, dizendo-lhe também que foi Stone quem matou Lucy por medo de que ele soubesse de algo comprometedor e que Duncan estava trabalhando para Lagana, deixando-o livre depois disso.

Pouco tempo depois Stone informa Lagana que Gordon foi encontrado antes de chegar ao aeroporto e que foi atirado para o fundo do rio.

Stone acha que Bannion deve ser acabado, embora Lagana receie que deixe alguma escrita e o escândalo seja ainda maior às portas das eleições. Ele sugere, portanto, algo mais eficaz. Agarrar algo que ele quer mais do que ele próprio para o neutralizar.

Ele pede a Stone para forçar Higgins a retirar a vigilância que colocaram na casa do cunhado de Bannion, onde sua filha Joyce agora vive.

Bannion vai ver Bertha Duncan novamente depois de ter extraído de Gordon que Tom Duncan estava trabalhando para Lagana, imaginando que Bertha está chantageando-o por ter em suas mãos documentos guardados pelo marido, que são muito comprometedores.

Bertha está muito segura de si mesma, mas Bannion deixa bem claro para ela que ele não é Lagana, e que a mesma coisa que o assusta, o medo de que algo aconteça com ela e sua roupa suja saia, é o que ele quer que aconteça, estando prestes a estrangulá-la, para que isso aconteça, embora a chegada de dois policiais avisados por Lagana o impeça.

No hotel ele recebe uma chamada de seu cunhado avisando-o que já retiraram a vigilância de sua casa, então ele vai lá fora, descobrindo que Al chamou vários colegas oficiais do exército para ajudá-lo a guardar a casa, vendo como o tenente Wilks também vem junto com outro policial para mostrar-lhe que estão com ele.

Debby, determinada a fazer algo bom em sua vida, vai à casa de Bertha Duncan, onde ela o mata, e depois vai à casa de Stone, onde ela joga café fervente na cara dele, como ele fez, e é baleada por ele quando ele lhe diz que matou Bertha. Bannion chega logo então e consegue mantê-lo, embora ele não o mate como desejava, e o entrega a Wilks, que já descobriu a morte de Bertha Duncan.

Sabendo que toda a rede de Lagana vai desmoronar, ele avisa Wilks para parar Lagana e Higgins antes que eles possam escapar.

Ele, por sua vez, tenta confortar Debby nos últimos momentos da vida dela, contando-lhe confidências sobre sua esposa.

No dia seguinte a notícia das prisões de Lagana e Higgins vai para os jornais, enquanto Bannion, tendo recuperado sua posição como sargento, volta à rotina, tendo que sair para investigar outro assassinato.

Classificação: 4

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad