Uma questão de princípio (2009) por Rodrigo Grande

Uma questão de princípioArgentina

(2009) *

Duração: 110 Min.

Música: Ruy Folguera

Fotografia: Pablo Schverdfinger

Roteiro: Rodrigo Grande, Roberto Fontanarrosa

Endereço: Rodrigo Grande

Artistas: Federico Luppi (Adalberto Castilla), Norma Aleandro (Sarita), Pablo Echarri (Silva), María Carámbula (Inés), Pepe Novoa (Reiner), Mabel Pessen (Magda), Óscar Núñez (Angelito), Óscar Alegre (Jáuregui), Mónica Antonopulos (Adriana), Valeria Lorca (Susana), Mateo Izza (Ariel).

Vindo de Barcelona, Silva, o novo gerente, de quem todos desconfiam por causa da sua juventude, chega ao Porto de Rosário, incluindo Adalberto Castilla, um dos trabalhadores mais veteranos, que sempre se vangloriou de ser um campeão da ética, o que fez com que ele não subisse, além das constantes discussões com Sarita, sua esposa.

Quando descobre que Silva coleciona a velha revista espanhola “Tertulias”, da qual falta apenas um exemplar, Castilla lhe diz que tem uma que lhe foi enviada da Espanha porque seu pai estava nela com o príncipe Humberto de Sabóia.

Durante sua reunião de apresentação com os assessores, que Silva tenta atrair, Castilla entra para entregar um relatório e, quando solicitado por Silva, ele confirma que a cópia que tem é precisamente a que lhe falta. E Silva promete-lhe que lhe pagará o que quiser por isso, ao que Castilla responde que “há coisas que não podem ser compradas com dinheiro”.

A atitude de Castilla é celebrada por seus colegas, fazendo-o sentir-se profundamente orgulhoso, diante do espanto de Sarita por temer que seja despedido.

Mas o Silva não o fará. Ele toma sua atitude como um desafio e lhe oferece 5.000 pesos que Castilla rejeita, e a partir daí, apesar de sua idade, assume o trabalho de um garçom, tentando impressionar Inés, uma jovem colega que parece ser a única que aprecia seus valores, e por quem se sente atraído, indo com ela para comer, o que nunca fez com nenhum de seus colegas.

Mas Silva também tem os seus problemas. Ele voltou de Barcelona quando sua esposa decidiu divorciar-se dele, para que ele pudesse continuar a ver sua filha, aparecendo inesperadamente onde quer que eles estejam, pois ele não está bem com o regime de visitas imposto pelo juiz.

Quando ele recusa 10.000 pesos, Silva lhe oferece algo diferente. Uma viagem com todas as despesas pagas a Buenos Aires acompanhada por Inés, que Silva suspeita ser atraída por Castilla. E, embora ele recuse em princípio, acaba aceitando por insistência da Inés, embora sofra um ataque cardíaco devido aos nervos que a situação provoca.

Mas sua atitude é admirada por sua filha Susana, apesar de ter sido ela quem levou seu pai a expulsá-la de casa e nunca mais falar com ela. E tentará fortalecer a sua posição falando com um amigo, um antigo revolucionário que sempre lutou por causas justas, que o faz ver o absurdo da sua posição, e que ninguém vai reconhecer nada dele, nem a revista tem tanta importância.

Isto, juntamente com as contínuas discussões com a sua mulher e o facto de um dia descobrir Ines no carro com Silva, leva-o a ceder e a aceitar a última oferta de Silva.

Castilla vai à casa de Silva, a quem pede discrição, descobrindo que todos os seus companheiros estão lá celebrando uma festa de Natal, encenando lá, diante de todos, Silva, o seu triunfo ao entregar a Castilla um cheque de 30.000 pesos, e enfatizando que a dignidade tinha um preço. E embora elogie a sua estratégia como negociador, Castela quebra o cheque para salvar a pouca dignidade que lhe resta, embebedando-se depois com o seu amigo Anjo, tudo isso fará com que Sarita saia de casa com o seu filho.

Depois do Natal, ele retorna ao trabalho e abandona suas convicções, solicitando um crédito com o qual compra um carro, pedindo perdão a Sara, que trabalha com seu cunhado.

Por insistência de Inês, ele vai a uma festa de Ano Novo pela primeira vez, onde Castilla mostra a Silva que nem tudo tem valor monetário, sabendo que um simples desenho de sua filha não teria preço para ele.

Classificação: 2

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad