Vera Farmiga, uma actriz fenomenal

Hoje o esplêndido ‘Up in the Air’ chega às telas espanholas, onde além de ver o sedutor de George Clooney em um de seus melhores papéis, também podemos desfrutar da magnífica atuação de Vera Farmiga, que o acompanha no elenco.

Vera Farmiga conseguiu, com este trabalho, um reconhecimento que já funciona há algum tempo, baseado em saber escolher os seus papéis, elegância de actuação e uma inegável atracção no ecrã. Vamos rever a curta-metragem de uma atriz, que aos 36 anos, conseguiu captar os olhos de muitos e parece que o futuro que virá fará dela uma estrela mais conhecida que não perde a noção.

Apesar da sua origem ucraniana, Vera nasceu em Nova Jersey, mas passou a sua infância sob a rigorosa educação de uma casa católica ucraniana (ao ponto de não falar inglês até aos seis anos de idade), onde pôde ter aulas de piano e dança, um dos seus primeiros compromissos. Ela poderia ter-se tornado uma bailarina folclórica ucraniana mais experiente se não fosse o facto de um dia ter decidido tentar a sua sorte e estudar representação. Com tanto bom senso, não demorou muito para que ela fizesse sua estréia em uma peça, nada menos que na Broadway, graças a um substituto. Pouco tempo depois, ele também fez sua estréia na televisão como personagem principal da série ‘Roar’ (1997), ao lado de um desconhecido, então Heath Ledger.

Veja o vídeo no site original.

Na televisão ele encontrou novos projetos e assim estendeu sua carreira aparecendo em séries como “Lei e Ordem” e “Trindade” (ambas em 1998), para dar o salto para o cinema com “Retorno ao Paraíso”, ao lado de Vince Vaughn, Joaquin Phoenix e Anne Heche. Foi o primeiro passo deles e não passou despercebido. Sua beleza, mas acima de tudo sua elegância e classe ao se apresentar, foram suas melhores armas para também participar de ‘The Opportunists’ com Christopher Walken e de ‘Autumn in New York’ com Richard Gere e Winona Ryder. Foram papéis secundários que a formaram, embora ela nunca tivesse pressa em continuar escalando e alcançar maiores alturas de fama e prestígio.

Talvez seja por isso que Vera Farmiga sempre soube ser cautelosa e paciente na escolha dos projetos. Algo fundamental quando é claro que um dia chegará essa oportunidade que finalmente consagra o talento, e serve como recompensa pelo esforço.

vera farmiga 1

Seus trabalhos posteriores a unem com uma estrela excepcional como Robert De Niro em ’15 Minutos’ (2001), embora ela não obtenha muito impacto, nem com seus trabalhos posteriores. Ela tem um papel importante numa ambiciosa série da NBC, ‘Undercover’, que foi cancelada após onze episódios.

Já em 2004, Vera Farmiga, após uma pausa na sua carreira (talvez para assumir as complexidades deste mundo e estudar bem os seus próximos projectos), recebe novos filmes e uma nova série de televisão. Embora tenha sido com o filme ‘Down to the Bone’ (a ser resgatado pelos mais curiosos) no papel de Irene que ela recebeu o elogio definitivo. Uma dessas obras em que ela consegue extrair o melhor de si mesma e, ao mesmo tempo, alcançar notoriedade com um filme que foi aplaudido, e dirigido por Debra Granik. Mas, sem dúvida, foi seu trabalho que se destacou e a levou a ganhar o Prêmio Especial do Júri no Sundance Film Festival, no Brooklyn Film Festival e as indicações para o Independent Spirit Awards e para a Los Angeles Critics Association.

Veja o vídeo no site original.

Down to the Bone’ é um drama que conta a história de Irene que luta para sair da droga com seus dois filhos e manter seu casamento. E, como digo, o papel da sua vida, aquele que a colocou no mapa e não menos com um desempenho amplamente reconhecido, além de colher prêmios. Daqui, Vera Farmiga recebe um certo prestígio que o leva a participar de títulos como “O Mensageiro do Medo”, “A Evidência do Crime” e “Quebrar e Entrar”, sob as ordens de Anthony Minghella e compartilhando o cartaz com Jude Law e Juliette Binoche.

vera farmiga 2

Ele também tem um interessante (e esplêndido) papel no ‘Infiltrators’ com Martin Scorsese. Seu trabalho como Madolyn estava destinado a uma estrela maior, como a diretora pretendia, por isso os nomes de Kate Winslet e Hillary Swank foram considerados, mas no final Vera conseguiu e seu trabalho não decepcionou em nada. Admito que apesar da sua escassa aparência, ela conseguiu deslumbrar-me com as suas melhores qualidades (e não apenas com as mais óbvias e aparentes: os seus olhos e beleza sedutora).

Veja o vídeo no site original.

Os próximos títulos mais conhecidos de Vera foram sua participação em ‘O Menino do Pijama Listrado’, ‘O Órfão’, um filme de terror com Peter Sarsgaard e produzido por Leonardo DiCaprio, entre outros.

Ele também participou do ‘Up in the Air‘, com o qual obteve mais possibilidades de prêmios tão importantes como uma indicação para os prêmios BAFTA, os Globos de Ouro e o Sindicato dos Atores. Certamente seu papel é brilhante, Vera é esplêndida e parece um George Clooney, conseguindo a réplica perfeita e garantindo (quase), estar na próxima gala do Oscar. Vamos ver se ela está finalmente nomeada.

Seus próximos filmes serão ‘Henry’s Crime‘, ao lado de Keanu Reeves e ‘Source Code’, dirigido por Duncan Jones e compartilhando a conta (por enquanto) com Jake Gyllenhall e Michelle Monaghan.

vera farmiga 5

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Esta web utiliza cookies propias y de terceros para su correcto funcionamiento y para fines analíticos y para mostrarte publicidad relacionada con sus preferencias en base a un perfil elaborado a partir de tus hábitos de navegación. Al hacer clic en el botón Aceptar, acepta el uso de estas tecnologías y el procesamiento de sus datos para estos propósitos.
Más información
Privacidad